• Extingue
    Extingue
  • Instituto Treni
    Instituto Treni
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Vantagens e desvantagens do trabalho a distância

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Trabalho a distância. Há dois lados nessa mesma ‘moeda’ (Foto Pixabay)

O trabalho a distância é uma realidade em vários setores da economia. Nesse tipo de atividade, as tecnologias digitais, em conjunto com as telecomunicações, permitem que trabalhadores estejam conectados às empresas pela internet.

Parece ser um sonho para muitas pessoas, que se livram dos cansativos deslocamentos dos grandes centros urbanos, assim como do trânsito ou transporte público precário.  É inegável que essa modalidade de trabalho oferece vantagens, especialmente pela possibilidade de autonomia e administração do tempo entre labor e vida privada.

O Brasil também adere ao trabalho remoto, mas a opção cresce mais lentamente se comparada aos EUA, União Europeia e Japão. Mas há, em todos os países, certo grau de resistência, devido aos chefes que desconfiam que os teletrabalhadores folgam em suas obrigações. Penso que isso acontece porque é difícil ao chefe desapegar-se do estilo tradicional de controle. Afinal, mandar em subordinados ao vivo e a cores ainda gera algum prazer. Para as empresas que aderem ao modelo existem benefícios, pois o empregado mostra-se mais motivado, o que gera maior produtividade. Entretanto, é necessário que as empresas que dispõem o trabalho a distância definam de forma clara as funções elegíveis à tarefa fora do escritório, tendo a concordância tanto do empregado quanto dos gerentes.

É aquela história de ter bom planejamento para processos de mudanças e acertos transparentes entre as partes. Digo sempre, o que é combinado não é caro. Agora, evidentemente, como tudo na vida, há dois lados. Para os empregados, a principal desvantagem do trabalho a distância é que mesmo estando num território familiar, estão “o tempo todo” a serviço da empresa. Como? De certa forma, o trabalhador fica, com frequência, em alerta, pois pode ser solicitado pela empresa, pelo celular, para cumprir alguma tarefa específica a qualquer hora. É a tal da “ambiguidade do trabalho e do tempo”.

Ruim também é a sensação de solidão vivida pelo teletrabalhador. Sim, há um isolamento em relação aos colegas, que pode acarretar efeitos negativos à saúde física e mental. Nesse modelo falta o compartilhamento informal de informação que ocorre em um escritório. Quem não gosta de trocar uma ideia, ainda que seja de receita de bolo, com um colega?

Como não há céu na terra, sugiro que a opção do trabalho remoto seja pactuada com regras possíveis de serem cumpridas por ambas as partes. Quanto ao controle dos resultados, que sejam previstos em acordo coletivo, e que a presença do trabalhador no escritório ocorra periodicamente, como, por exemplo, uma vez por semana.

 

7 Comentários

  1. Francisco Gonçalves

    Sou super favorável ao trabalho a distância. Agora pensar que o trabalhador terá direitos iguais aos dos trabalhadores que ficam na empresa, ah isso é ilusão.

  2. Rosangela Maria

    Quem trabalha a distância trabalha dobrado e isso geralmente não é reconhecido pelo empregador. Mesmo assim, vale a pena!

  3. Gil Vicente Dornelles

    Não tem jeito! Não existe situação de trabalho ideal. tudo tem vantagens e desvantagens. Gostei da matéria!

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.