• Extingue
    Extingue
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Trabalhador rural não quer só aposentadoria, quer saúde e segurança

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Trabalhador rural precisa de ações de prevenção (Foto Pixabay)

Os trabalhadores rurais serão poupados na reforma da Previdência em discussão ontem no Congresso. Obviamente, novas regras vão ser necessárias, até para evitar fraudes, pois quem é honesto não é a favor de falcatrua, não é mesmo? Mas um procedimento já está previsto para o ano que vem, quando as aposentadorias rurais só serão concedidas com base nos dados do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), que será abastecido com informações de bancos atuais e também com documentos dos próprios trabalhadores.

Pois bem, e enquanto esses trabalhadores estão na ativa, laborando no campo, como ficam suas saúde e segurança tão expostas aos riscos? São agentes físicos, químicos e biológicos, que podem ameaçar a saúde desses trabalhadores. Se o trabalho agrícola, exercido em ambiente inóspito, é uma das mais perigosas ocupações, devido aos ruídos, desconforto térmico, poeiras, radiações, animais peçonhentos, agrotóxicos e acidentes com máquinas, quais medidas preventivas são imprescindíveis?

Assim, a norma regulamentadora 31, de segurança e saúde no trabalho na agricultura, pecuária, silvicultura, exploração florestal e aquicultura, prevê a adoção de medidas de segurança, que incluem inicialmente a avaliação de riscos e entrega de equipamentos de proteção individual (EPI), entre outras. Informar sobre os riscos e treinar o trabalhador rural a laborar nesses ambientes também são pontos importantes à sua segurança.

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.