• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Trabalhador que levanta peso de cargas precisa seguir regras, pois empresa não é academia de crossfit

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Em levantamento e transportes de cargas, há regras para preservar a saúde do trabalhador (Foto Pixabay)

Não pensem que escrevo sobre os riscos das inúmeras atividades laborais sem antes pensar como seria se estivesse exercendo as tais funções. Independentemente de ser mulher, às vezes, coloco-me no lugar, ainda que na imaginação, de trabalhadoras de áreas com enormes riscos à saúde e segurança. Se eu fosse uma engenheira em plataforma de petróleo, de mina de carvão ou mesmo uma marisqueira, será que aguentaria a labuta? O que sei é que se o trabalho envolvesse a força física, eu teria que buscar outra forma de sustento. Logo chego ao ponto deste post, para falar da norma regulamentadora 11 (NR11), que trata da segurança para o transporte, manuseio, movimentação e armazenagem de materiais.

Numa indústria de produção de cimento, por exemplo, há muitos trabalhadores que transportam manualmente, de maneira contínua ou descontínua, sacos de 50 quilos. Segundo a NR 11, em relação às sacas, é preciso seguir algumas regras para a preservação da integridade física do empregado. Entre essas, destacam-se a necessidade de auxílio na operação de carga e descarga de sacos, o transporte manual não pode ser em vãos com um metro ou mais de extensão, com pranchas de, no mínimo, 50 centímetros, e a distância máxima que o trabalhador pode realizar do deslocamento de um saco são 60 metros.

Para não ficarem sujeitos às doenças musculoesqueléticas, os trabalhadores devem ficar atentos às medidas preventivas. Mas, antes de qualquer coisa, a empresa deve atender às recomendações da legislação e colocar em prática ações que preservem a saúde de todos. Pela NR 11 também, na hora de empilhamento dos sacos, suas pilhas devem ter uma altura ajustada com a resistência do assoalho onde serão depositados, à forma e resistência dos materiais, além de checar a estabilidade pelo tipo de amarração e inclinação da bateria de sacos. Se o processo de empilhamento dos sacos não for mecanizado, só será permitido por meio manual se houver uma escada removível de madeira. Essa ancoragem, porém, precisa contar com lance único de degraus com acesso a um patamar final, entre outras características que minimizam os efeitos danosos ao trabalhador.

Portanto, a observância e uso dos requisitos da NR 11 não podem ficar só no papel, pois, hoje, especialmente por causa do ‘politicamente correto’, até os burros não devem mais puxar a carga.

Um Comentário

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.