• Extingue
    Extingue
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Técnico de segurança do trabalho, assim como o de futebol, deve motivar seus comandados a cumprir com o esquema tático de prevenção

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O técnico de segurança do trabalho tem uma papel de conscientização (Foto ilustrativa Pixabay)
Técnico de segurança do trabalho: ensinamento tático (foto Pixabay)

O Brasil é um país campeão em acidentes de trabalho. Vamos chorar, gritar e espernear? Não, primeiramente vamos educar o empregado para a segurança do trabalho. Há um personagem dentro do cenário de prevenção de acidentes das empresas que tem um papel de destaque no processo educativo e de conscientização. Trata-se do técnico de segurança do trabalho. A profissão é regulamentada e requer registro no Ministério do Trabalho. Mas, independentemente do caráter burocrático, a profissão exige aptidão e vocação. Entre as funções do técnico destacam-se o dever de informar os trabalhadores sobre os riscos da sua atividade, além de indicar as medidas de eliminação ou neutralização.

Quem conhece a resistência que o trabalhador tem em usar os equipamentos de proteção individual, os chamados EPI, como o capacete ou botas de segurança, seja porque incomoda ou por esquecimento, sabe que o técnico deve ter paciência e capacidade de convencimento. Ele precisa explicar sobre os procedimentos de segurança e higiene do trabalho, adequando-os às estratégias de prevenção de doenças e acidentes de trabalho. O técnico de segurança não é técnico de futebol, mas também precisa ser um líder que exerce influência sobre seus comandados e, sobretudo, saber motivar. O profissional deve inspirar os trabalhadores à prevenção, como prioridade durante sua jornada laboral.

Ah, não é que o técnico de segurança do trabalho atue como se fosse uma ‘babá quase perfeita’ do empregado, mas, sim, é preciso que seja capaz de incutir a noção exata ao trabalhador de que adotar a prevenção como hábito é melhor do que remediar.

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.

3 Comentários

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.