• Extingue
    Extingue
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Programas de prevenção devem ser fundamentados na cultura da segurança

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Para garantir a proteção e segurança do trabalhador, as empresas precisam elaborar programas de segurança e saúde no trabalho orientados ao atendimento à legislação sobre o tema. No entanto, os programas meramente legalistas, submetidos à fiscalização do estado, não são suficientes para garantir a efetiva preservação da integridade física e psicológica dos empregados.

Mega SIPAT com exames preventivos e orientações nos canteiros de obra

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

A construção civil é um setor que está sempre no topo do ranking dos infortúnios laborais, seja por acidente ou doença do trabalho. Assim, as ações de saúde e segurança do trabalho são cada vez mais importantes neste setor. Daí, acho justo divulgar a 20ª edição da Mega SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho)da indústria da construção paulista,

Manutenção com segurança e sem tragédia

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Por segurança, além de manter a preservação de máquinas em dia, as indústrias precisam reconhecer que nessa etapa há riscos de acidentes fatais. Quando leio notícias sobre um funcionário morto tragicamente dentro de uma máquina executando sua manutenção, pois esta foi ligada repentinamente, fico chocada. Ora, ele foi fazer o trabalho de manter o equipamento funcionando adequadamente,

NR 31 também vai ser simplificada: melhor assim

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait), Carlos Silva, é contra o processo de mudanças nas normas regulamentadoras (NRs) de segurança do trabalho.

Qualquer pessoa pode ser contra ou a favor de qualquer coisa, não é mesmo? Na minha humilde opinião,

NR 1 alterada e com mais objetividade

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral6

Vou começar pelo começo, falando das mudanças da Norma Regulamentadora 1, que determina que as normas regulamentadoras, relativas à segurança e medicina do trabalho, tornam-se obrigatórias para todas as empresas privadas e públicas, além dos órgãos públicos da administração direta e indireta, desde que possuam empregados regidos de acordo com a CLT.

Campanha que dá uma mão contra acidentes de trabalho

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Há análises de riscos, programas de prevenção de doenças e acidentes de trabalho, equipamentos de proteção coletiva e individual, entre outras medidas de gestão de SST aplicáveis às mais atividades laborais. Mas há campanhas simples também que são muito eficazes, e a isso dedico este post.

Para investigar acidentes do trabalho não se usa hackers, mas métodos científicos

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

É claro que num momento em que o setor de saúde e segurança do trabalho reconhece que mudanças do arcabouço técnico e legal virão pela frente, as empresas não podem achar simplesmente que não se deve mais seguir as normas regulamentadoras de SST. Nada disso!

Quem já aprendeu a operar o eSocial complexo vai saber preencher formulários mais simples e necessários

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Volto a escrever sobre eSocial, porque esse tema continua entre os assuntos de maior interesse entre os profissionais de segurança do trabalho, RH e contabilidade.

Lançado em 2015 e com cronograma de implantação até 2020, a divulgação pelo governo, confirmando que ele será extinto e substituído por outros dois sistemas,

Motofrentista, previna-se contra um corte no pescoço por linha de cerol

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Mesmo com os celulares reinando absoluto entre a molecada, quando chegam as férias, certas brincadeiras voltam à moda. Exemplo: soltar pira ou raia. Assim, dou uma dica aos motoqueiros e motoqueiras: se ainda não instalaram a antena pega-cerol em tempos de pipa, façam isso agora.

Os auditores da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho da Secretaria de Trabalho precisam dar atenção aos representantes dos trabalhadores e empregadores

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Tenho escrito neste blog que os problemas gerados pelos anúncios do governo Bolsonaro de mudanças nas normas regulamentadoras de prevenção de doenças e acidentes do trabalho, bem como a extinção do Ministério do Trabalho, substituição do eSocial por outros sistemas de informações trabalhistas, estão relacionados à falta de interlocução entre os auditores fiscais destacados como novos responsáveis pelas políticas de SST e os líderes dos trabalhadores.