• Extingue
    Extingue
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Onde está o risco ocupacional?

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Reconhecer os agentes nocivos presentes em ambientes produtivos é etapa inicial, que antecede as medidas de proteção e prevenção. O reconhecimento dos riscos significa identificá-los e quais os trabalhadores estão expostos de forma qualitativa. Além de identificar o tipo, deve-se precisar a quantidade, sabendo se os níveis estão acima ou não do limite de tolerância,

NR 1 alterada e com mais objetividade

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral6

Vou começar pelo começo, falando das mudanças da Norma Regulamentadora 1, que determina que as normas regulamentadoras, relativas à segurança e medicina do trabalho, tornam-se obrigatórias para todas as empresas privadas e públicas, além dos órgãos públicos da administração direta e indireta, desde que possuam empregados regidos de acordo com a CLT.

Proteção respiratória: não se trata de querer, é obrigação oferecer ao trabalhador exposto às partículas nocivas

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral6

Além de divulgar informações básicas sobre a legislação brasileira sobre equipamentos de proteção individual (EPI), os riscos respiratórios e critérios técnicos para seleção de um equipamento devem constar dos treinamentos em ambientes insalubres. As atividades ligadas ao minério, madeireiras e silos com poeiras de grãos,

Áreas classificadas? Risco de explosão? Sem conhecimento, não há solução

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Quem me segue neste blog sabe que a categoria de áreas classificadas tem muita importância aqui. Indústrias ou ambientes com processos passíveis de gerar atmosferas explosivas precisam ser ‘classificadas’ para prevenir contra esses riscos de tragédias.  Classificar uma área dentro da indústria significa elaborar um mapa de categoria que especifica,

Como construir um alojamento de canteiro de obra seguro, digno e de convivência

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

A norma regulamentadora 18, que trata das condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção, é muito importante ao setor. Afinal de contas, é uma área que emprega um contingente enorme de trabalhadores de menor qualificação e com alto índice de acidentes.

Chuva e raios no canteiro de obra: todo cuidado é pouco!

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Infelizmente, com a crise econômica vivida pelo País, os trabalhadores da construção civil estão perambulando em busca de um emprego em vez de estarem laborando dentro dos canteiros de obra.

Mas não há situação difícil que dure para sempre. E quando estiverem dentro dos canteiros,

Soldador consciente não aceita aspirar fumo de solda

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Por ser tão essencial na cadeia de fabricação de diversos produtos manufaturados, a atividade do soldador precisa da devida atenção por parte dos profissionais de segurança do trabalho. Os fumos de solda são partículas finas, oriundas do eletrodo e do material soldado, que se vaporizam e depois solidificam-se.

As polêmicas envolvendo a NR 12 precisam ser resolvidas para reduzir o número de membros amputados em trabalhadores

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Trabalhador com braço amputado por causa de máquina na fábrica é um fato comum no Brasil. Mas, o que é feito para que essa infelicidade deixe de existir ou pelo menos seja reduzido?

Simplesmente colocar em prática o que a boa gestão de saúde e segurança do trabalho recomenda às empresas.

Cuidado com o desconhecimento em áreas classificadas. Sem prevenção, a indústria vai explodir!

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Com a categoria de áreas classificadas demonstro semanalmente que as inúmeras indústrias com processos passíveis de gerar atmosferas explosivas não estão ainda devidamente esclarecidas sobre os riscos de tragédias. Pois bem: enquanto os responsáveis pela segurança do parque industrial brasileiro sentem-se inseguros em tomar decisões que dizem respeito à aquisição de sistemas de prevenção e proteção de explosões,