• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Segurança em eletricidade: precisa ou não?

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O trabalho dos eletricistas é extremamente arriscado, e acho que ninguém duvida disso. Mas a norma regulamentadora 10, NR 10, especifica tecnicamente todas as ações de segurança a serem tomadas. Vou destacar o item da norma que garante que a instalação que for passar por uma atividade elétrica seja previamente desenergizada.

Risco de choque elétrico: capacitar para prevenir

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Não conheço eletricista que não tenha algum dia tomado um choque. Choque leve assusta, mas não mata. Entretanto, há situações em que a amperagem, que é a intensidade da corrente elétrica, pode causar graves lesões. Por exemplo, uma corrente de 75 miliampères produz a contração dos músculos do pulmão,

Metrô perde na Justiça por causa de acidente de trabalho envolvendo sinalização de segurança

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Publiquei um post recente sobre a nova norma de segurança do trabalho, chamada de GRO (Gerenciamento de Risco Ambiental), que vem sendo considerada a ‘salvação da lavoura’. Isso porque institui o gerenciamento de riscos como garantia à saúde e segurança do trabalhador brasileiro, como ferramenta a ser utilizada em todos os setores produtivos.

Xô descarga elétrica!

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Criar um ambiente de trabalho livre de riscos é dever de todos, mas, na prática, isso não existe, pois não há céu na terra, se é que me entendem. Entretanto, os programas de saúde e segurança do trabalho baseados nas normas regulamentadoras e legislações conseguem, sim, minimizar e controlar os diversos riscos dos ambientes profissionais.

Portaria prevê medidas contra instalações elétricas inseguras em canteiros de obras

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Diante dos acidentes de trabalho rotineiros em canteiros de obras, especialmente aqueles envolvendo as instalações elétricas, era de se esperar que os agentes públicos responsáveis atuassem enfatizando a prevenção contra esses sinistros.

Pois bem, o Ministério do Trabalho publicou recente portaria alterando a norma regulamentadora 18 (NR 18),

Adicional de periculosidade para eletricistas. Vamos entender quem tem direito

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Não há dúvida de que muitos problemas na esfera dos direitos trabalhistas estão relacionados com a falta de informação com relação à legislação. Também existem pessoas que só vão entender o que lhes convém, assim como há má fé por parte de empresários que não sentem vergonha em suprimir direitos dos empregados.

Proposta para acabar com os erros em áreas classificadas

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Não estamos diante de um problema sem solução. Seguir as normas em relação às plantas industriais nos ambientes com atmosferas explosivas não é tarefa assim tão difícil. O que falta são, por um lado, empresários conscientes de suas obrigações quanto à necessidade de fazer aporte financeiro em sistema e pessoas e,

Risco elétrico: mantendo distância

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Não há como negar, mas poucas atividades são tão perigosas quanto o trabalho em instalações elétricas. Tanto que, a exposição ao risco do choque elétrico por contato direto está descrita na NR 10, norma regulamentadora que trata de segurança em instalações e serviços em eletricidade.

Instalações elétricas, sem choque nem explosões

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Em indústrias que processam produtos inflamáveis é necessário saber onde estão os locais classificados, para se projetar as instalações elétricas.

Primeiramente, para classificar um ambiente com risco de explosão é preciso encontrar o tipo de substância inflamável, sua natureza e a possibilidade com que a substância será liberada no ambiente.

Capacitar os envolvidos com atmosferas explosivas tem de ser ‘de verdade’

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

É leitores….

O treinamento nas empresas serve para ampliar as habilidades dos trabalhadores. Assim, essa prática é um investimento, não um custo. Quando se trata de capacitar empregados, deve-se fazer uma reflexão estratégica, que merece toda a atenção da companhia.

12