• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Contra o Covid-19, empresas ‘mandam’ (quase) todos os empregados para home office. Cuidado com os riscos ergonômicos

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Com a pandemia do Covid-19, o home office virou a salvação da lavoura, quer dizer, uma forma de manter a produtividade das equipes das empresas, mas com mais proteção,  por elas estarem confinadas em suas casas.

Neste blog, em que o tema de segurança do trabalho faz parte de minha lida diária,

Cinta ergonômica não é top usado por jogador de futebol

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O que tem a ver o top, que parece um sutiã masculino, usado por atletas de futebol durante as partidas, com a cinta ergonômica utilizada por trabalhadores que fazem transporte manual de cargas pesadas? Praticamente nada. O top é um item do uniforme dos times,

Sem tic tic nervoso!

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Atividades como furar concreto fazem o chão tremer, literalmente. Obviamente, o operário que executa esse tipo de serviço está exposto frequentemente à vibração. Se ela faz o chão tremer, imagine o efeito que causa sobre o corpo humano. Por causar danos à saúde e à segurança dos trabalhadores,

Dor nas costas: vamos derrubar essa hegemonia dentro do INSS

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Em 2017, a dor nas costas foi a doença que mais afastou trabalhadores no INSS: 83.763 mil casos. Nada de novo nessa estatística, pois nos últimos dez anos a enfermidade já lidera o ranking de doenças mais frequentes entre os auxílios-doença concedidos pelo instituto.