• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

SÉRIE CEREST: Rondônia investe em educação contra os acidentes

“O Cerest Rondônia vem promovendo ações que visam melhorar as condições de trabalho e a qualidade de vida do trabalhador por meio da promoção, prevenção e vigilância em saúde ocupacional”, afirma a enfermeira Ana Flora Camargo Gerhardt, gerente do Cerest de abrangência estadual.

O papel do Cerest estadual é elaborar e executar a Política Estadual de Saúde do Trabalhador,

SÉRIE CEREST: Santo Antônio de Jesus, trabalho persistente de conscientização

Escrever sobre o CEREST de Santo Antônio de Jesus, município baiano localizado na região do Recôncavo Sul, faz-me lembrar da minha infância e juventude, quando morava em Salvador e tinha tantos colegas de escola dessa região. O Recôncavo baiano está localizado em torno da Baía de Todos-os-Santos, abrangendo não apenas o litoral, mas toda a região do interior que circunda a Bahia.

SÉRIE CEREST: Colatina, ES: vamos conhecer o pôr do sol de lá?

Ah, que bom saber de coisas boas do Brasil, especialmente quando vivemos uma crise que causa desalento às pessoas. Não sabia, mas agora que sei, vou divulgar: Colatina, que fica a 135 quilômetros de Vitória, capital do Espírito Santo, foi considerada, na década de 60, pela revista americana “Time”, uma cidade com um dos pôr do sol mais bonitos do mundo.

SÉRIE CEREST: São José do Rio Preto, abrangência recorde

O papel dos Centros de Referencia em Saúde do Trabalhador (Cerests) de prover retaguarda técnica especializada para o conjunto de ações da rede do Serviço Único de Saúde (SUS), nos âmbitos estaduais e municipais de saúde é, sem dúvida, expressivo. Todos os Cerests com os quais mantenho contato para divulgar neste blog contam com envolvimento excepcional dos seus profissionais.

Série Cerest: Franco da Rocha – foi-se o tempo de ir para o Juquery

O Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) de Franco da Rocha, região metropolitana de São Paulo, tem uma equipe composta por onze profissionais, entre eles, assistente social, auxiliar de enfermagem, enfermeiro, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico do trabalho, psicólogo, dois técnicos de segurança do trabalho, terapeuta ocupacional e auxiliar administrativo.

Antes de contar como é o trabalho deles,

SÉRIE CEREST. Itapeva, em SP, arregaçando as mangas pelo trabalhador

Venho divulgando os Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (CERESTs) de todo o Brasil, por uma questão óbvia: este blog analisa o que está por trás dos desafios que impedem que os trabalhadores tenham bem-estar, saúde e não sofram acidentes enquanto laboram. Com esses centros formaram-se as condições reais de se fazer a vigilância e de promover ações para que os problemas decorrentes da relação saúde,

SÉRIE CEREST. Ilha Solteira, uma estância que requer vigilância constante em setores estratégicos para o País

Considerada estância turística do Estado de São Paulo, a cidade de Ilha Solteira é uma das poucas planejadas do Brasil. Fundado em 1968, o município nasceu para abrigar os trabalhadores da Usina Hidrelétrica de Ilha Solteira. Em 2008, o Cerest de Ilha Solteira abriu suas portas e desde então vem trabalhando para a prevenção de doenças e acidentes de trabalho,

Série Cerest. Minas Gerais luta para reverter o quadro de acidentes fatais

O Brasil não seria Brasil sem um Estado como Minas Gerais (vão dizer que estou lisonjeando MG porque sou mineira).  A estrutura da saúde do trabalhador no Estado iniciou-se em 1983, ano em que foi criada, na Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, uma área específica de saúde do trabalhador e também o Serviço Especializado de Saúde do Trabalhador do Ambulatório de Doenças Profissionais (ADP) do Hospital das Clinicas da Universidade Federal de Minas Gerais.

SÉRIE CEREST. Cabo Frio (RJ), não basta ter mar azul, é preciso preservar a saúde dos pescadores

O município litorâneo de Cabo Frio, no Rio de Janeiro, tem belezas naturais paradisíacas. Os turistas que escolhem a cidade para visitar, além das praias, curtem as atrações para quem busca entretenimento e lazer. Mas, quem trabalha na cidade, especialmente os pescadores, não desfrutam tanto do prazer que a cidade proporciona. Isso porque essa é uma das ocupações na área de abrangência do Cerest Cabo Frio que mais sofrem com os riscos ocupacionais.

SÉRIE CEREST. Batatais, SP, entusiasmo pela causa da saúde e bem estar do trabalhador

Desde 1997 Camille Junqueira Guidorizzi milita com orgulho pela causa da saúde do trabalhador. Coordenadora do CEREST Regional Batatais desde 2008, ela é uma entusiasta da prevenção. “Durante todo este tempo, venho buscando sensibilizar pessoas sobre a importância do trabalho nas nossas vidas e, consequentemente, a relevância de se discutir um trabalho ideal para a saúde de cada um”,