• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Maior acidente laboral do País completou um ano

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Em 25 de janeiro, o rompimento da barragem na mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), da mineradora Vale, que deixou 270 vítimas entre mortos e desaparecidos, completou um ano. A grande imprensa noticiou e continua abordando o fato sob o ângulo da tragédia ambiental e de perdas de vidas humanas.

Acidente no trajeto deixou de ser equiparado a acidente de trabalho. Resolvo, finalmente, dizer o que penso sobre isso: ainda bem que caiu mais uma jabuticaba da legislação trabalhista

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Quando entrei na revista Cipa como repórter, fui conhecer o conceito de acidente de trajeto “equiparado” a acidente de trabalho. Resumidamente, tratava-se do seguinte: o trabalhador que estivesse dirigindo-se de sua residência para o trabalho e vice-versa, e sofresse um acidente de carro, de ônibus ou a pé,

Análise ergonômica fora da gaveta

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Acho muito chic aquelas empresas que se preocupam em oferecer um mobiliário e equipamentos de trabalho com base na ergonomia. Evidentemente acho bacana o uso da ergonomia porque sei seu conceito de maneira ampla, que é a ciência que estuda a relação entre homem e o trabalho,

Faça o que está prescrito em vez de inventar

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Trabalhador que exerce suas atividades em qualquer área cumpre regras, procedimentos e rotinas, que são prescritos, ou seja, determinados pelas organizações.  Mas, normalmente, os empregados executam atividades que ultrapassam o que foi previamente estabelecido para as tarefas. É óbvio e natural que isso aconteça. Porém, na área de segurança,

Trabalhador ‘comportado’ não sofre acidente. O quê

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Na minha opinião, tudo que dá errado neste planeta, tem o dedo do ser humano. Evidentemente, nesta lógica, tudo que dá certo, também é fruto do bem que o homem promove. Agora, se há um Ser Superior que poderia transformar a Terra em paraíso, aí não entro no mérito,

Profissional de SST que não se comunica, socorre trabalhador acidentado

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

É inegável que a comunicação é um recurso essencial nas gestões de saúde e segurança do trabalho das empresas. Como explicar, por exemplo, ao operador de máquinas que ele deve usar os equipamentos de proteção individual durante toda a realização da tarefa? Pela comunicação, obviamente, porque não se pode obrigar,

Campanha que dá uma mão contra acidentes de trabalho

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Há análises de riscos, programas de prevenção de doenças e acidentes de trabalho, equipamentos de proteção coletiva e individual, entre outras medidas de gestão de SST aplicáveis às mais atividades laborais. Mas há campanhas simples também que são muito eficazes, e a isso dedico este post.

Este blog e o Prevenir Sempre Pod estão vigilantes contra os acidentes de trabalho

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Um acidente de trabalho grave, como um choque elétrico, que causa amputação de membros, muda a vida do empregado para sempre. Além da sobrevivência do trabalhador ficar comprometida, ele passa a ter problemas psicológicos. Ou seja, é inegável que os acidentes de trabalho devem ser prevenidos.

Boa iluminação no trabalho proporciona boa visão, saúde e produtividade

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Má iluminação no local de trabalho gera risco ao trabalhador, trazendo consequências à saúde dele.  O escurinho do cinema ou a luz estroboscópica em boate são opções de lazer. No ambiente laboral, o grau de iluminância tem regras a serem seguidas.

Ter plano de resgate do trabalhador em altura também é prevenção

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

As medidas de proteção contra quedas estão descritas na norma regulamentadora 35 (NR5), que relata um conjunto de regras para a segurança dos trabalhadores. Essa NR dita apenas os requisitos mínimos para não ocorrer uma queda, mas convenhamos que há muitos procedimentos para evitar um acidente com quem executa atividades acima de dois metros do nível inferior.