• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Sistema de barreira com redes anula os riscos de quedas

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Barreira com redes para proteção dos trabalhadores da construção civil (Foto Pixabay)

Quando uma construtora séria quer proteger seus operários contra riscos de queda, o sistema de barreira por redes é uma boa opção. Logicamente, essa não deve ser a única medida de proteção coletiva contra quedas.

As redes são importantes tanto contra quedas de materiais como de pessoas. As quedas de trabalhadores são, geralmente, relacionadas à ruptura de cinto de segurança, cabos, cordas e falha de dispositivo de segurança dos equipamentos de proteção individual. Então, as proteções coletivas, como o sistema de barreira por rede, são muito necessárias. Sendo assim, coloco as redes de proteção na pauta de hoje.

Lembro que a diferença do sistema de barreira com redes para o de guarda-corpo e rodapé são as duas barras horizontais. Nesse caso, as exterminadas precisam ser fixadas na estrutura definitiva do edifício. Entre elas, deve haver uma rede de proteção, com abertura de intervalo entre 20 e 40 mm. Nas telas, nos dispositivos de fixação e em qualquer ponto do sistema, a resistência é de 150 quilogramas-força. A barra de cima funciona como parapeito, que deve ficar a 1,20 metro do piso, e é feita de tubo metálico.

Outra opção é o cabo de aço. Nesse caso, os dispositivos sensores devem entrar em ação. Agora, se a barra de baixo também for feita de um dos dois materiais, esta deve ficar rente ao piso, e o espaço entre eles não pode passar de 0,03 metros, e a fixação deve ser feita a cada 0,05 metros, servindo também de estrutura para a tela. Quanto à orientação de segurança, não se pode esquecer que a tela deve cobrir todo o espaço entre as barras de cima e a de baixo, e a amarração precisa ser contínua, uniforme e feita na vertical.

Que as empresas irresponsáveis e omissas, que não instalam equipamentos de proteção coletivas como o sistema de barreira por redes, respondam na Justiça quando os acidentes acontecerem.

Um Comentário

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.