• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

SÉRIE CEREST: Guarulhos, investir na proteção do trabalhador é necessário

“A saúde do trabalhador precisa ser vista como prioridade. Para isso, as políticas públicas devem ser fortalecidas para que o País possa  ter orgulho por  acreditar e investir  nas ações de prevenção e proteção da saúde, voltadas para a atenção acolhedora, resolutiva e humana, enfim, o meio ambiente no trabalho”, testemunha Walquiria Kasaz, coordenadora da gerência em saúde do Cerest Regional Guarulhos, em São Paulo.

Aberto em 2004, o Cerest de Guarulhos conta atualmente por 29 pessoas, entre técnicos e apoio administrativo. Municípios do Alto Tietê Guarulhos, Arujá, Santa Isabel, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Ferraz de Vasconcelos, Biritiba Mirim e Salesópolis fazem parte da área de abrangência desse Cerest. As ações da equipe estão focadas em inspeções, visitas técnicas nos ambientes laborais, oficinas e palestras. Os dez principais subgrupos de Código Brasileiro de Ocupações (CBO) que mais adoecem, registrados nos arquivos do Cerest são: trabalhadores nos serviços de manutenção de edificações; alimentadores de linhas de produção; trabalhadores de cargas e descargas de mercadorias; preparadores e operadores de máquinas e ferramentas convencionais; trabalhadores de estruturas de alvenarias; operadores do comércio em lojas e mercados; operadores de máquinas para costura de peças do vestuário; auxiliares nos serviços de alimentação; trabalhadores dos serviços domésticos em geral; operadores de máquinas a vapor e utilidades.

Walquíria considera vital para que menos acidentes de trabalho aconteçam no País intensificar as fiscalizações por todos os órgãos públicos que têm essa competência; fazer investimentos na aquisição de equipamentos de segurança, treinamentos e educação permanente em saúde do trabalhador nas empresas; fazer investimentos na aquisição de maquinários novos pelas empresas; e conscientização de trabalhadores e patrões para a melhoria das condições de trabalho e de saúde do trabalhador.

“Além de ser exigida por lei, ao investir em segurança do trabalho, a empresa organiza-se, melhora as relações humanas no trabalho respeitando as normas de segurança, contribuindo para a qualidade da empresa e incondicionalmente promovendo a qualidade de vida de seus empregados”, assegura.

Por Emily Sobral

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.