• Extingue
    Extingue
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Segurança em áreas classificadas: a importância da inspeção e manutenção

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Inspeção e manutenção em indústria para evitar explosão (Foto Pixabay)

Mesmo que possa parecer repetitivo, volto a descrever o que é um ambiente onde há atmosfera considerada explosiva. Em unidades industriais, uma proporção tal de gás, poeira ou fibras que, na presença de oxigênio, o surgimento de uma fagulha de um equipamento elétrico pode dar início uma explosão.

Os ambientes compreendidos como potencialmente explosivos são organizados por zonas e identificados por especialistas em atmosferas explosivas. São eles que apontam, por meio de documento chamado de desenho de classificação de áreas, os riscos existentes no local, para apresentar as medidas que visam reduzi-los ou eliminá-los.

As atmosferas explosivas são classificadas em três diferentes áreas: Zona 0/20, onde a ocorrência de mistura inflamável é contínua, ou existe por longos períodos de tempo; Zona 01/21, onde a ocorrência de mistura explosiva é provável em condições normais de operação; e a Zona 02/22, onde a ocorrência de mistura inflamável é pouco provável durante o funcionamento dos equipamentos e, se acontecer, será por curtos períodos, estando associado a uma operação anormal.

Entre as ações de proteção em indústrias com risco de explosão, vou destacar hoje as necessárias inspeção e manutenção das instalações elétricas. Os critérios para a inspeção e manutenção de equipamentos elétricos em áreas classificadas são definidos pela norma da ABNT NBR IEC 60079-17 que, por sua vez, é baseada em norma internacional.

Bem, há três tipos de inspeção: inicial, que deve ser aplicada quando uma indústria ou um equipamento são colocados em operação. A inspeção periódica, que deve ser feita regularmente para garantir que a instalação esteja em condição segura, segundo constatada na inspeção visual. A frequência dessa inspeção depende de fatores que afetem o ambiente, como produtos químicos que favorecem a corrosão, alta probabilidade de acúmulo de poeira, penetração de água e riscos de danos mecânicos. Há ainda as inspeções por amostragem, que são realizadas para avaliar se a periodicidade estabelecida está atendendo às necessidades da planta industrial. Segundo Paulo Raña, engenheiro e representante da empresa espanhola ADIX, especializada na prevenção de explosões e proteção de pessoas e ativos, o nível de complexidade com que essas inspeções devem ser realizadas pode ser: visual, apurada e detalhada. É evidente que, em ambientes industriais reconhecidos como áreas classificadas, exigem-se não apenas o uso de equipamentos Ex (anti explosão) certificados, como a manutenção e a substituição de peças, válvulas, filtros, acessórios e o que mais for preciso, a partir da inspeção e manutenção realizadas.

Durante a manutenção, cada equipamento deve atender as especificações técnicas. A segurança não dispensa procedimentos corretos!

 

4 Comentários

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.