• Extingue
    Extingue
  • Instituto Treni
    Instituto Treni
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Perigo de explosão deve ser controlado

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Indústrias correm o risco de explosão (Foto Pixabay)

É claro que vou continuar abordando o risco de explosão em ambientes industriais. Tanto no Brasil como no mundo, medidas preventivas pouco eficazes ou, ainda pior, quando inexistentes em locais com atmosferas explosivas fazem com que tudo vá pelos ares, literalmente. Com isso, vidas de trabalhadores são ceifadas e instalações produtivas arrasadas.

Quando lancei a categoria de áreas classificadas deste blog, em 2015, não imaginava que, quase três anos depois, seria ainda categórico continuar divulgando o perigo que representam os ambientes que contêm gás, vapor, poeira ou fibras combustíveis. Sim, com o oxigênio presente no ar, em contato com as substâncias inflamáveis, uma faísca proveniente de um circuito elétrico ou o aquecimento de um equipamento pode funcionar como fonte de ignição, provocando uma explosão. Bem, então é preciso alertar os responsáveis pela segurança nas indústrias que ações concretas necessitam ser tomadas.

Primeiramente, a indústria deve contar com um profissional ou empresa habilitada em atmosferas explosivas, capaz de atestar que os riscos de explosão foram devidamente identificados. Um estudo de classificação das áreas, mecanismo para a análise dos riscos existentes, deve ser feito conforme as normas em vigor, para reduzi-los em quantidade, extensão e grau. O que significa que esses locais precisam ser classificados segundo seu grau de risco em zonas, grupos e classe de temperatura.

O plano de ação proposto deve compreender um sistema de ventilação, com a instalação de equipamentos de exaustão para reduzir a concentração de gases inflamáveis. Recomenda-se também a inertização dos sistemas fechados. Outro aspecto importante refere-se às possíveis fontes de ignição, mantendo as instalações elétricas específicas para ambientes com riscos de explosão. “Em função de todos os perigos encontrados a partir da avaliação de riscos, as medidas para controlá-los ou eliminá-los são fundamentais. É necessário adotar sistemas de isolamento pelo método de alívio de explosão, assim como por meio de equipamentos de supressão da explosão”, explica Paulo Raña, engenheiro e representante da empresa espanhola ADIX, especializada na prevenção de explosões e proteção de pessoas e ativos. Esse tipo de equipamento constitui-se em uma solução, desde que aplicado segundo as especificações técnicas definidas por profissionais capacitados.

Aliás, a lógica de proteção baseia-se em quanto maior o risco, maior a exigência em relação ao nível de proteção dos sistemas instalados. É importante ainda que os sistemas de segurança dos ambientes passem por inspeção e manutenção constantes para manter suas características de proteção.

Vamos ver até quando as plantas industriais vão ser negligentes com os ambientes com atmosferas explosivas sob o pretexto de que tragédias só acontecem com os outros.

2 Comentários

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.