• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Avaliação psicológica do trabalhador em altura é obrigatória?

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Saúde mental para o trabalho em altura (Foto Pixabay)

Quando escrevo sobre o trabalho em altura, costumo pinçar os pontos mais controversos na área de prevenção contra acidentes. Hoje, trago a questão da avaliação psicológica, se é necessária, obrigatória ou recomendável ao trabalhador que sobe a mais de dois metros de altura para executar uma tarefa.

Normalmente, os ‘estressores’ do ambiente laboral, como grandes exigências no trabalho, combinadas com recursos insuficientes, podem, sim, atingir o fator psicológico do trabalhador. Se ele trabalha num contexto que leva ao estresse e exerce trabalho em altura, é claro que é recomendável passar por uma avaliação psicológica, ainda que não seja obrigatória, segundo a norma regulamentadora 35, que trata de trabalho em altura.

Assim, se há grande exigência que desencadeia o estresse, bem como as medidas de seguranças forem insuficientes, de forma cumulativa, o departamento médico da empresa deve, obrigatoriamente, realizar os exames psicossociais em todos os trabalhadores que exercem trabalhos em alturas.

Encerro: a partir de uma análise de risco, é preciso ser observado se há ausência de medidas de proteção efetivas oferecidas para quem sobe em plataforma, andaimes, escadas ou telhados, pois evidentemente esse perigo causa estresse. Nesse caso, sim, deve-se propor a avaliação psicológica.
CLIQUE NO PLAY DO THUMBNAIL ABAIXO E OUÇA O QUINTO EPISÓDIO DE PROTEÇÃO DOS PÉS, TERCEIRO DA SÉRIE PREVENIR SEMPRE POD

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.

Proteção coletiva na indústria da construção vale muito para reduzir acidentes

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Por mais que o setor da construção civil esteja sob os olhos atentos dos profissionais de segurança do trabalho, este ainda precisa lidar com índices indesejáveis de acidentes ocupacionais. Os infortúnios laborais do setor ocorrem, principalmente, por queda de andaime, passagem e plataforma, impacto sofrido de objeto,

Percepção de risco envolve fatores humanos

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Em seu dia a dia, o profissional de segurança do trabalho deve levantar algumas questões importantes. Uma delas é a psicologia da percepção de risco por parte dos trabalhadores. Afinal, certos perigos parecem mais perigosos que outros, pois os fatores que afetam a percepção não estão apenas no campo racional.

Barragens do tipo alteamento a montante terão mais prazos para suas desativações

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

É sempre assim: depois que uma tragédia acontece, a Justiça e os órgãos de governo aparecem como resposta à catástrofe, tomando medidas e alterando normas.

Em função do rompimento da barragem em Brumadinho (MG), no início do ano, que funcionava com tecnologia de alteamento a montante,

Setor de armazenamento de grãos precisa de proteção

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Hoje trago duas informações aos leitores que gostam de textos sobre áreas classificadas, uma das categorias deste blog. No entanto, há uma boa e outra, ruim. Qual vocês querem saber primeiro? Acho que todos preferem receber a notícia ruim primeiro, pois assim conseguem digeri-la e aceitá-la, para depois saberem sobre a notícia boa,

Incêndio em hospital no Rio expõe falta de prevenção nesse tipo de instalação

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Basta acontecer uma tragédia com divulgação maciça nas TVs, para despertar a comoção popular. Assim, as equipes de reportagens das mídias ficam esmiunçando as causas por semanas a fio até o assunto ser esquecido, para dar lugar a outro fato que retroalimenta nossas tragédias e perplexidades.

Trago neste post o caso do incêndio no Hospital Badim,

Saúde mental deve ser prioridade em programa de SST

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Quem é da área de saúde e segurança do trabalho reconhece que hoje a saúde mental tem sido um tema de crescentes discussões no ambiente de trabalho. Afinal, os transtornos mentais estão entre as principais causas de afastamentos do trabalho no mundo.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde,

Onde está o risco ocupacional?

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Reconhecer os agentes nocivos presentes em ambientes produtivos é etapa inicial, que antecede as medidas de proteção e prevenção. O reconhecimento dos riscos significa identificá-los e quais os trabalhadores estão expostos de forma qualitativa. Além de identificar o tipo, deve-se precisar a quantidade, sabendo se os níveis estão acima ou não do limite de tolerância,

Ergonomia e segurança aos trabalhadores rurais para que o agronegócio cresça ainda mais. O País agradece!

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Não há como negar a importância do agronegócio para a economia brasileira. Não estimulo a polarização entre produtores rurais, ambientalistas e trabalhadores rurais, não. O que reconheço é que existe um elevado número de doenças ocupacionais e acidentes de trabalho no campo, recorrentes, de má utilização de ferramentas,

Aposentadoria especial com a PEC 006/2019: como ficará?

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Como todo trabalhador, inclusive aquele que já passou dos 50 anos, estou interessada na discussão nacional envolvendo a reforma da Previdência, com a PEC 006/2019, já aprovada na Câmara Federal, e prestes a ser votada no Senado. Mas, para trazer este tema neste blog, que trata de saúde e segurança do trabalho,