• Extingue
    Extingue
  • Instituto Treni
    Instituto Treni
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Exoesqueleto: uma tecnologia em sintonia com a ergonomia?

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O exoesqueleto é para ser ‘vestido’ pelo trabalhador de linha de montagem, fornecendo aos membros do corpo mais movimento, força e resistência

Desde o ano passado que um tema de ficção científica entrou no contexto de segurança do trabalho. Trata-se da adoção de exoesqueletos na rotina de trabalho em indústrias. Mas, ficção científica, que nada! De fato, os robôs exoesqueletos não estão ainda na boca do trabalhador, mas já é uma realidade, sim. Por exemplo, em 2018, o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Fundação Jorge Duprat e Figueiredo (Fundacentro) firmaram uma parceria para estudar os impactos do uso de exoesqueletos na saúde e ergonomia do trabalho. O exoesqueleto é para ser ‘vestido’ pelo trabalhador de linha de montagem, na indústria automobilística, por exemplo, e é alimentado por um sistema de motores elétricos, fornecendo aos membros do corpo mais movimento, força e resistência.

Eu, que estava no século passado e não conhecia o conceito e a realidade dessa tecnologia já utilizada no País, que funciona como suporte ou revestimento junto ao corpo humano, prometendo aliviar o desgaste físico de operações, começo a me interessar pelo tema a partir de hoje. Mesmo com uma literatura escassa sobre o assunto, vou passar a pesquisar e entrevistar profissionais envolvidos com essa tecnologia.

O exoesqueleto está diretamente ligado à Indústria 4.0, uma evolução de uma indústria que interage o homem e a máquina. A tecnologia é inovadora e diferente de tudo que já foi aplicado à indústria convencional até hoje. O objetivo do exoesqueleto é trazer conforto ao operador, dando mais flexibilidade e, consequentemente, agilidade. O exoesqueleto suporta peso, retirando a fadiga muscular do trabalhador, pois reduz seu esforço físico no decorrer da jornada laboral. Evidentemente, o trabalhador precisa adaptar-se à tecnologia, para depois sentir os benefícios da sua utilização.

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.

Reflexão sobre a segurança do trabalho

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Em segurança do trabalho, a expressão 100% seguro é possível? A resposta obviamente é não! A área das empresas responsável pela prevenção contra doenças e acidentes do trabalho tem como objetivo preservar a integridade física e psíquica dos empregados, mas é preciso,

Vem aí evento, em São Paulo, que abrirá a interlocução do governo com os profissionais de SST sobre as mudanças do setor

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Enquanto não ocorre o debate nacional com o governo sobre a nova SST, marcado para o dia 13 de junho, em São Paulo, quando os servidores federais responsáveis pela área de saúde e segurança do trabalho abrirão a interlocução com empregadores, trabalhadores e líderes do setor,

Nova presidente da Fundacentro: minhas impressões sobre ela

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Não li toda a entrevista da presidente da Fundacentro, Marina Brito Battilani, concedida à revista Proteção do mês de maio. Mas já gostei dela. A jovem advogada, que é do Paraná, mudou-se para São Paulo e, em 2012, após aprovação em concurso público, passou a integrar a Procuradoria-Geral Federal da Advocacia-Geral da União. 

Explosão na CSN: vamos voltar a falar em instalações com atmosferas explosivas?

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

A mídia praticamente não divulgou a explosão na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) na unidade de Volta Redonda, no Sul Fluminense, na semana passada (15). O acidente deixou ao menos 30 empregados feridos.

Eu, que tenho uma categoria de áreas classificadas neste blog,

Ter brigada de incêndio é mais do que cumprir norma, é pensar em salvar vidas

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Em uma edificação, seja residencial, comercial ou industrial, é necessário que os ocupantes estejam preparados para o início do combate ao fogo, para que não se transforme num incêndio, e o abandono do local de forma correta e ordenada.

E quais são os pontos principais de uma brigada de incêndio?

Uma quase tragédia com andaime suspenso em Oklahoma City (EUA). Um fato para se refletir

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Como sextou, vou divulgar um incidente laboral de deixar os cabelos em pé, tanto das vítimas quanto, possivelmente, de suas mulheres, que devem ter visto o fato gravado em vídeo após o salvamento deles. Na manhã da última quarta-feira, 15, dois trabalhadores de uma empresa de manutenção preparavam-se para limpar os vidros de um prédio no alto da Devon Tower,

Gestão de segurança do trabalho também requer instrumentos de medição

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Para eliminar ou mesmo reduzir os riscos existentes nos ambientes laborais, a legislação estabelece normas de prevenção contra as doenças e acidentes de trabalho.  Mas para seguir as regras técnicas, na grande maioria das vezes, o profissional de segurança precisa utilizar-se de instrumentos de medição para verificar o nível de contaminantes do local e inserir os dados nos programas,

#chegadeacidente, a CANPAT já está acontecendo

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Hoje abro o post com a hashtag #chegadeacidente. Como blogueira no setor de segurança do trabalho não poderia deixar de divulgar a Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho – CANPAT, que é um conjunto de ações que visam à promoção de uma cultura de segurança e saúde no trabalho.

SST vai ser alvo de mudanças do governo federal e a gritaria vai ser em tom elevado

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Com a troca de comando no governo federal, era óbvio que propostas de mudanças em muitas áreas fossem apresentadas ao parlamento.  A gritaria da oposição é sempre transloucada e com interesses partidários. Como estamos acompanhando, a briga tem sido de cachorro grande.