• Extingue
    Extingue
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

O que vem de baixo pode atingir e matar trabalhadores

Quem trabalha em tanques, galerias, dutos, silos, poços, esgotos, valas, trincheiras, entre outros ambientes confinados, está exposto a graves acidentes, seja por explosão, incêndio ou asfixia. Para a gestão de segurança em saúde e segurança do trabalho desses locais, existem a Norma Regulamentadora 33 e a ABNT NBR 14.787. Se o espaço confinado é uma área não projetada para a ocupação humana contínua, que possui meios limitados de entrada e saída, vê-se que o controle para prevenir tragédias deve ser absolutamente eficiente. Pesquisas da OSHA (norma americana) revelam que 90% dos acidentes são causados por falta de oxigênio, ou seja, riscos atmosféricos. A identificação dos agentes agressivos ao ser humano que podem estar presentes no local confinado é um primeiro passo para a preparação das atividades de trabalhadores. Outro aspecto é o domínio no uso de instrumentos de gases perigosos, por profissional qualificado. Para isso, não apenas os coordenadores de serviços em espaços confinados, mas todos envolvidos com a atividade devem ler os manuais de operação de instrumentos utilizados.

 Aos “explosímetros”, por exemplo, não basta fazer teste com isqueiros, lançando gás e ouvindo um alarme sonoro e visual, para achar que estão em boas condições. O problema é que, quando se faz isso, os sensores acabam alarmando e apresentando uma mensagem de off ou overflow, acima da escala. Com isso, tira-se o instrumento da leitura precisa e mostra-se a liberação de uma perigosa atmosfera inflamável. Além disso, não é recomendado usar apenas “explosímetros” para amostragem de Cs (concentração de gás carbônico em recinto), mas que se faça o uso de um equipamento configurado com dois sensores, um para medir inflamabilidade e outro, para medir oxigênio. Outro procedimento é o teste “autozero”, que testa o instrumento em ambientes livres de contaminantes. Entretanto, a precisão e a confiabilidade na hora do controle são essenciais.

Por Emily Sobral

2 Comentários

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.