• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

O agronegócio colocará o alimento na sua mesa, mas os silos precisam de proteção contra explosão

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O agronegócio precisa de silos seguros (Foto Pixabay)

O agronegócio será nossa salvação, em meio à pandemia do covid-19, sem dúvida nenhuma. Mesmo com a solução milagrosa do ‘fique em casa’, a safra de grão de 2020 está estimada em aproximadamente 249 milhões de toneladas, segundo o IBGE, representando aumento de 3,1% em relação à produção de 2019. Ou seja, há trabalhadores no campo produzindo para garantir nossa alimentação.

Agora, vamos falar sobre as instalações que armazenam grãos, como os silos? Pois é, essas unidades agrícolas que movimentam milhares de toneladas de grãos e sofrem com os riscos de explosão, devido à presença de poeira proveniente da movimentação e do atrito entre os grãos, precisam de ações de prevenção, não é mesmo?

As poeiras nessas instalações produzidas pelos grãos geram a combustão que pode provocar a explosão. Em muitos casos, a magnitude da explosão é tamanha que a destruição do silo é total, causando grandes prejuízos e acidentando trabalhadores.

A área suscetível à formação da atmosfera explosiva deverá conter a presença simultânea de uma fonte de ignição e uma determinada concentração de partículas de pós em suspensão, na presença do oxigênio do ar. Uma das fontes de ignição dessas explosões são os atritos de peças mecânicas ou por equipamentos elétricos como motores, chaves liga/desliga e por sistemas eletrônicos de transmissores e sensores. E há algumas medidas de prevenir as explosões, como a utilização de produtos elétricos com proteção Ex, ou seja, itens específicos para locais com potencial risco de explosões.

Os produtos Ex devem ser certificados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO). A depender da análise de risco e dos requisitos de segurança específicos, há soluções de sistemas de proteção e prevenção, como a janela de alívio de explosão, que funciona com folhas finas laminadas instaladas sobre um recipiente ou equipamento, com o objetivo de a onda de pressão e as chamas se dissiparem numa zona segura. Contra explosão há prevenção, o que falta é conhecimento e conscientização dos responsáveis por segurança industrial.

CLIQUE NO PLAY DO THUMBNAIL ABAIXO E OUÇA O PROGRAMA “O ESPECIALISTA – “SEM USO DE MÁSCARAS NÃO ADIANTA QUARENTENA”. EMILY SOBRAL ENTREVISTA CÉLIA WADA, FARMACÊUTICA E BIOQUÍMICA, COM EXPERIÊNCIA EM INFECTOLOGIA, CONTROLE DE ENDEMIAS E EPIDEMIAS HÁ MAIS DE 40 ANOS

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.