• Extingue
    Extingue
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Ministro do Trabalho já foi autuado pelo Ministério do Trabalho. Isso pode, Arnaldo?

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O do Trabalho tem promovido cada situação, não é? (José Cruz/Agência Brasil)

Hoje não venho para analisar, mas para mostrar as particularidades que só o Brasil é capaz de produzir no âmbito da política. Agora, pergunto para, finalmente, abordar a categoria de saúde e segurança do trabalho: como pode o recém-empossado ministro do Trabalho, Caio Luiz de Almeida Vieira de Melo, já ter sido autuado pela fiscalização do Ministério do Trabalho por infrações trabalhistas, entre 2005 e 2013?

À época, as irregularidades foram cometidas em sua fazenda em Conceição do Rio Verde, em Minas Gerais. Entre os desrespeitos trabalhistas, há um que nos interessa, pois a fiscalização encontrou falha, justamente na segurança e higiene da fazenda, expondo os empregados ao risco de acidentes. Como pode ele, agora, ser o titular de uma pasta, que mantém, por exemplo, o Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho, do Ministério do Trabalho (DSST)?

O setor, entre outras atribuições, determina que as normas regulamentadoras, relativas à segurança e medicina do trabalho, obrigatoriamente, deverão ser cumpridas por todas as empresas privadas e públicas, desde que possuam empregados regidos de acordo com a CLT. Para piorar um pouco, nem equipamento de proteção individual a propriedade entregava para os funcionários, sendo alvo de mais uma infração. Que país é esse?

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica. 

 

4 Comentários

  1. Fernando Suez

    Quem vai defender a aplicação das normas regulamentadoras nos serviços em espaços confinados, trabalho em altura ou com risco de explosão, não será mesmo esse ministro, não? O Ministério do Trabalho precisa voltar ao protagonismo do passado, abrindo mão dos corruptos e incompetentes.

  2. Maria Elvira Torres

    É claro que não pode, Arnaldo! Ops! Emily!
    Este é mesmo o país da piada pronta. Piada muito sem graça e revoltante!

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.