• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Mãos e dedos de cada dia… sempre firmes e intactos

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Mãos sem acidentes (Foto Pixabay)

Ao digitar este texto, reconheço a importância que as mãos têm para mim, que sou jornalista. É verdade que, sem o cérebro em ordem, não completaria nenhum raciocínio para escrever minhas mal traçadas linhas… Mas, sabendo que os ferimentos nas mãos representam 1/3 dos acidentes de trabalho, decidi abordar o tema de proteção para as mãos.

Afinal, nas mais numerosas atividades, as mãos têm um papel principal. Além disso, para certas profissões, as mãos são verdadeiras máquinas. Fazem manobras, funcionam como pinça e ainda têm uma precisão incrível. Só que, na verdade, as mãos não são ferramentas, que quando quebram são consertadas. Sim, quando sofrem lesões e machucados, elas podem ser tratadas e curadas, mas, como não são peças, não podem ser trocadas.

Até mesmo as próteses de mãos, com tecnologias de ponta, ainda estão muito distantes de tomarem o lugar daquelas que são de carne e osso. Por isso, aos trabalhadores, especialmente de atividades operacionais, seguem minhas dicas de proteção: execute qualquer tarefe sempre com muita atenção, pois sua falta pode ser traiçoeira. Vai levantar ou movimentar objetos? Luvas de segurança, já!

A mesma coisa vale na hora de mexer com pregos, caco de vidro e material cortante. A depender do material com que estiver trabalhando, dê um jeito nas pontas para evitar ferimentos ou machucados. Vai precisar tirar a proteção de alguma máquina? Não se esqueça de colocá-la de volta no lugar. Na hora de carregar algum objeto, dê uma olhadinha na largura das portas e dos corredores. Se for colocá-lo no chão, peça a ajuda ao colega, para não correr o risco de ter as mãos e os dedos prensados. Usa aliança ou anéis? Lembre-se, literalmente do ditado: “vão-se os anéis, ficam os dedos”. Por isso, quando for laborar em máquinas, não se esqueça de tirá-los, pois o risco de prendê-los nos equipamentos pode levar até à amputação do membro.

Peças sujas de óleo e graxa são perigosas. É preciso manipulá-las, usando luvas adequadas. Também as polias e correntes requerem cuidados especiais, como cobri-las com proteção. Bem, além dos riscos mecânicos que podem levar às mutilações, as mãos podem sofrer com as alergias. Sobre as dermatites alérgicas, ficam para outro post…

 

6 Comentários

  1. José Silva

    Emily, parabéns, seu blog trata dos assuntos de segurança do trabalho com leveza, objetividade e uma linguagem muito agradável.

  2. Rosana Leite

    Excelente ! A falta de uma mão te leva a ficar dependente ate para fechar um botão de calça ! Já passei por essa situação, que ainda bem foi temporário.

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.