• Extingue
    Extingue
  • Instituto Treni
    Instituto Treni
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg
  • Santista
    Santista

Labirintite é incapacitante ao trabalho. Calma, é possível prevenir

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

No trabalho deve-se ter cuidado com a labirintite (Foto Pixabay)

Hoje vou escrever sobre a labirintite, que é uma doença que compromete o equilíbrio do corpo humano.

A conexão da labirintite com um dos temas deste blog – saúde e segurança do trabalho – está justamente na dificuldade que um profissional tem de exercer suas funções durante as crises. E, pior, a depender da atividade, o risco de algo mais grave acontecer, como um acidente, é muitíssimo possível. Para portadores de labirintite que trabalham em lugares altos, motoristas ou operadores de máquinas devem tomar um cuidado extra.

A labirintite, por vezes, é uma doença incapacitante, que não permite que o trabalhador exerça suas tarefas laborais. Homens e mulheres de qualquer idade podem ser acometidos pelas labirintopatias, que provocam tonturas, sudoreses e náuseas. Uma crise de labirinte faz o paciente sentir-se como se o ambiente estivesse girando ao redor do próprio corpo, além da sensação de instabilidade e tontura. Isso porque o labirinto é responsável pelo equilíbrio do corpo humano, órgão que fica localizado na orelha interna.

A labirintite pode ser causada por infecção, processo inflamatório ou até por pressão sobre o órgão, causando muito desconforto. A doença também está relacionada às alterações metabólicas, como aumento ou diminuição da glicose, alteração das taxas de colesterol e disfunções da tireoide, sendo importante fazer uma avaliação metabólica para ver se as taxas não estão descompensadas. Além disso, a região do labirinto tem conexão direta com o centro da emoção, então, a estabilidade emocional é importante também para a estabilidade do labirinto.

Além do tratamento medicamentoso, a melhora da labirintite deve-se às mudanças de hábitos. Logo, quem tem labirintite deve evitar tomar café, bebidas alcóolicas, refrigerantes, energéticos e outros estimulantes. Também fazem mal fumar e ficar sem comer durante longos intervalos de tempo. Deve-se sempre dar preferências aos alimentos leves, beber líquidos e praticar atividade física.

A labirintide é uma manifestação autolimitada, ou seja, o paciente fica bom do quadro agudo, mas não há garantia de que nunca mais vai manifestar-se. As crises passam, mas a doença não tem cura. Aprende-se a controlar e conviver. Portanto, os empregados de determinados setores não podem trabalhar durante as crises de labirintite. Por isso, é necessário restabelecer a qualidade de vida, corrigir as causas mais frequentes para diminuir a recaída.

Estilo de vida saudável, com controle de estresse, é benéfico para o tratamento e prevenção.  O trabalhador que é portador de labirintite deve ter atenção 24 horas por dia. Há também fatores de risco para a labirintite de natureza ocupacional. Ou seja, o tipo de atividade que gera a disfunção, devido aos fatores irritantes, tóxicos, endócrinos, exócrinos, metabólicos, infecciosos ou traumáticos. Entre esses fatores capazes de causar labirintite está o trabalho sob condições hiperbáricas, que inclui as atividades sob ar comprimido e submersas. São as atividades de mergulho civil (livre, raso, profundo), mergulho militar (operações militares táticas), aviação, construção civil (trabalho em tubulão pneumático e túnel pressurizado), medicina (recompressão terapêutica hiperbárica).

Sabe-se que quem trabalha com produtos de refrigeração e extintor de fogo, em que há brometo de metila, fumigante poderoso, altamente tóxico e gás, pode desenvolver quadros de vertigem e labirintite. Esses casos requerem uma avaliação com o médico do trabalho, para uma possível mudança de função.

 

11 Comentários

  1. Lina Tavares

    Tenho labirintite e é um horror ter de trabalhar com crise. Acontece que o patrão acha que o problema é besteira.

  2. Marcio Devany Oliveira Sousa

    Minha esposa é costureira e o ambiente de trabalho dela é bastante barulhento e estressante, hoje ela veio do médico com confirmação de labirintite, ela fala que vai sempre alguém ver os becibeis na empresa, eles dizem que está tudo certinho, mas não mostram o resultado.

  3. Rosilene De souza

    Tenho labirintite fui demitida da empresa isso poderia acontecer não estava em tratamento mas o médico da empresa ja sabia

  4. Evaldo ribeiro soares

    Eu nao tiar labirintinte ai como mia inpresa e muito barulenta e tem muitas máquinas eu peguei agora eles mi mandaro enbora da inpresa eles pode faze iso

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.