• Extingue
    Extingue
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Investigação de acidente de trabalho: não procure encontrar culpados

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Coleta de dados é o primeiro passo para se investigar acidentes (Foto Pixabay)

No Brasil, os acidentes de trabalho chegam ao número catastrófico de mais de 700 mil por ano. Ou seja, outra vergonha nacional. Então, trabalhadores, sentamos e choramos? Não é por aí, não é mesmo? Até porque há uma categoria profissional, em que se inclui o engenheiro, o técnico e o médico do trabalho, que atua para que, de fato, segurança ocupacional seja sinônimo de prevenção.

Agora, uma coisa é certa: para se reduzir os riscos de acidentes é necessário conhecer e aprender com esses infortúnios laborais. Cada setor tem seus riscos específicos, obviamente. Sabemos que muitas empresas cumprem com a legislação de SST e investem em segurança. Logo, é onde há menos incidentes e acidentes. Outras, porém, precisam rever seus métodos de gerenciar o setor de segurança.

Entro, portanto, no ponto principal deste post. As empresas que fazem boa gestão de SST conseguem usar a investigação de acidentes de trabalho para aprender e prevenir que novos sinistros semelhantes voltem a acontecer. Assim, o trabalho de investigação de um acidente de trabalho, além de ser um dever, pois é previsto em lei, é extremamente necessário. Vamos dar um exemplo de um acidente que resultou em amputação de braços de um jovem trabalhador de um frigorífico. Ao investigá-lo, a equipe do serviço especializado de engenharia e medicina do trabalho (Sesmt) terá como objetivo encontrar suas causas.

É claro que a investigação precisa ser isenta e aprofundada, sem pré-julgamentos. Hoje, o que se fala sobre esta questão é que, quando se investigam as causas do acidente de trabalho, a tendência é procurar mais os elementos humanos. Tanto é isso que, na maioria dos resultados das investigações realizadas pelas empresas, o relatório apresentado conclui que o acidente foi devido ao ‘ato inseguro’ do trabalhador. Ora, ora, primeiramente, o termo ‘ato inseguro’ já foi banido da NR 1, relativa à segurança e medicina do trabalho.

Encontrar culpados não é o objetivo da investigação de acidentes. O que se visa é modificar padrões de trabalho e procedimentos, que favoreçam futuros casos de acidentes. Encero, citando os quatro passos de uma eficaz investigação de acidentes por sua ordem cronológica, que deve ser seguida: primeiramente, colete os dados sobre o acidente, em seguida, faça a análise dos dados, logo após, estude as causas e, finalmente, adote medidas de controle com um plano de ação.

Gostou do post? Gostaria de saber mais sobre investigação de acidente de trabalho? Clique neste link, pois fiz um curso da Valor Crucial que é 100% online, que me ajudou bastante a entender sobre o assunto.

 

5 Comentários

  1. Murillo José Menezes Filho

    Achar culpados não resolve nada. o negócio é encontrar onde estão os erros para não fazer de novo. o difícil é descobrir como. É bom saber que tem um curso para isso.

  2. Eduardo Andrade

    “Ora, ora, primeiramente, o termo ‘ato inseguro’ já foi banido da NR 1, relativa à segurança e medicina do trabalho.” Adorei esta frase, direta e objetiva. Infelizmente muitos profissionais não receberam o treinamento devido para a investigação de Acidentes e esta falta de preparo e de conhecimento da metodologia correta fazem com que a real causa do acidente não seja identificada. Estes profissionais “obrigados” a acharam a causa acabam por apontar o dedo para o elo mais frágil da corrente e culpam o trabalhador por “ato inseguro”.
    Super recomendo o curso da Valor Crucial de Investigação de Acidentes acidentes.

  3. Melero

    Excelente pauta! Importante lembrarmos que a investigação de acidentes é uma das atribuições dos membros da CIPA, conforme preconiza a NR-05 do MTE, sendo assim, torna-se importante o reforço da qualificação destes agentes de prevenção dentro das empresas!

  4. Melero

    Excelente pauta! Importante lembrarmos que a investigação de acidentes é uma das atribuições dos membros da CIPA, conforme preconiza a NR-05 do MTE, sendo assim, torna-se importante o reforço da qualificação destes agentes de prevenção dentro das empresas!

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.