• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Instalações elétricas, sem choque nem explosões

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Dispositivos elétricos em áreas classificadas precisam ser especiais (Foto ilustrativa Pixabay)

Em indústrias que processam produtos inflamáveis é necessário saber onde estão os locais classificados, para se projetar as instalações elétricas.

Primeiramente, para classificar um ambiente com risco de explosão é preciso encontrar o tipo de substância inflamável, sua natureza e a possibilidade com que a substância será liberada no ambiente. A categorização da planta é realizada conforme a mistura explosiva do local, sendo classificadas em Zona 0, Zona 1 e Zona 2. Esses ambientes de alto risco precisam ser classificados individualmente. Ou seja, não há um projeto padrão, que contemple as soluções preventivas para todas as plantas industriais. Nem pensar! Cometer esse tipo de equívoco é o mesmo que tornar o ambiente ainda mais vulnerável ao risco de explosão.

Os profissionais envolvidos com atmosferas explosivas relatam que é comum encontrar documentos de classificação de áreas reproduzidos incorretamente, para os mais diversos perfis de empresa. Ora, se realmente existe esse tipo de atitude inconsequente, como se tudo se tratasse de copiar e colar, evidentemente tudo que virá em termos de prática preventiva será inútil. Informações incorretas levam a comprometer a segurança da indústria. Guardadas as devidas proporções, imagine vestir uma calça do tamanho 46, num modelo 38. Não dá!  Essa, talvez, seja uma das razões de haver tantos eventos de explosão pelo País.

Mas volto ao projeto das instalações elétricas, específicas a esses ambientes. A norma regulamentadora 10 (NR 10) descreve as medidas preventivas para os casos de explosividade. A NR 10 exige que nessas áreas sejam instalados equipamentos apropriados, uma vez que o risco de ignição é inerente aos aparelhos elétricos. Uma centelha provocada por defeito de uma chave ou ainda pela temperatura elevada será a ignição em um ambiente com atmosfera explosiva. Para evitar uma possível tragédia o projeto de instalação elétrica deverá atender aos requisitos indispensáveis de segurança para cada tipo de mistura inflamável.

“Os materiais e dispositivos elétricos devem possuir características próprias, capazes de interromper o ciclo de inflamabilidade”, explica Paulo Raña, engenheiro e representante da empresa espanhola ADIX, especializada na prevenção de explosões e proteção de pessoas e ativos. Para isso, as empresas de equipamentos elétricos devem seguir as técnicas de fabricação, de acordo com as normas, contendo o tipo de proteção a ser utilizada. Que fique claro aos responsáveis por segurança em indústrias: a especificação correta dos materiais elétricos é uma prova de que estão preocupados em não ver suas instalações indo pelos ares. Bom senso e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

.

Um Comentário

  1. Luiz Eduardo Gentilli

    Será o benedito que os engenheiros elétricos das indústrias ainda não entenderam que o projeto de instalação elétrica tem que seguir os requisitos de segurança para cada tipo de mistura inflamável?

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.