• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Inspecionar as correntes da empresa é questão de segurança

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Correntes nas esteiras transportadoras precisam ser inspecionadas (Foto Pixabay)

A revolução industrial, iniciada na Inglaterra no século XVIII, deu início à substituição das ferramentas manuais pelas máquinas nas fábricas. De lá até os dias atuais, muita coisa evoluiu, chegando à indústria 4.0. Mas não há máquina utilizada nos sistemas produtivos que não precise de manutenção e inspeção para manter a performance, bem como reduzir riscos de acidentes aos operadores.

Hoje trago o caso das correntes presentes nas esteiras transportadoras para escoar a produção industrial. Devido ao funcionamento constante e excesso de peso, as esteiras sofrem abalos e desgastes. Daí a importância da manutenção preditiva, ou seja, o acompanhamento periódico de equipamentos e máquinas, para identificar problemas com a engrenagem, que levam à quebra frequente e acidentes.

As correntes das esteiras transportadoras merecem atenção das empresas para que sua operação seja segura. Deve-se inspecionar a corrente, verificando eventuais danos aparentes nos elos e entre as articulações. Caso seja percebido algum dano, a corrente deve ser substituída, no caso, o conjunto com sua engrenagem.

Também é recomendável avaliar sua lubrificação, principalmente na zona das articulações. Porém, não se deve lubrificar a corrente com graxa, pois esse excesso acaba se prendendo na engrenagem e é levado até o guia da corrente, podendo danificá-lo. Para identificar o desgaste da corrente, deve-se inspecioná-la por meio de medição de 11 elos de comprimento. As medidas devem ser tomadas em vários pontos da corrente e os valores medidos e comparados entre si.

CLIQUE NO PLAY DO THUMBNAIL ABAIXO E OUÇA O PROGRAMA ‘RESPIRAR SEM ERRAR’ COM O TRIO EMILY SOBRAL, DOROTHEA PIRATININGA E EDUARDO ELIAS. 

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.</a

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.