• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Fundacentro lança aplicativo para proteção ao trabalhador da agricultura, que vai ajudar a economia a não ir para o buraco

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Vamos cuidar do trabalhador do campo. Ele vai nos salvar da fome (Foto: Pixabay)

Se o distanciamento social imposto pelos governos for um erro, pois segundo estudo do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas, até o final do ano, mais de 260 milhões de pessoas enfrentarão a fome, o dobro dos números do ano passado, uma coisa é fato no Brasil de agora. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a safra agrícola brasileira deverá renovar o recorde conquistado no ano passado, chegando a 246,7 milhões de toneladas. Isso mostra que os trabalhadores do campo não estão confinados. Portanto, como tratamos de saúde e segurança do trabalho, divulgamos notícias de prevenção aos infortúnios laborais. A Fundacentro acaba de lançar o aplicativo SST Fácil para capacitar os profissionais que atuam na agricultura.

O app aponta temas como a atividade a céu aberto e clima, carga e cuidados com animais peçonhentos, equipamentos e agrotóxicos. A exposição excessiva ao sol, por exemplo, pode provocar insolação, estresse térmico, queimaduras na pele, câncer de pele e cataratas precoces.

Mas há práticas para proteger o trabalhador, como o descanso na sombra, a utilização de roupas 100% algodão e de manga comprida, a hidratação com água fresca, o uso de protetor solar e de chapéu de abas largas. As atividades que levam ao excesso de peso causando hérnias, lombalgias e tendinites podem ser prevenidas com a manutenção da carga próxima ao corpo, e utilizando o peso do corpo para puxar ou empurrar uma carga. Outra dica é não torcer ou dobrar a coluna. O app ensina que as pernas e os antebraços são as partes mais atingidas por picadas de animais peçonhentos. Assim, é importante o uso de Equipamentos de Proteção Individual -EPIs corretos, como botas e luvas.

A parte relativa aos agrotóxicos traz orientações sobre a aplicação dessas substâncias e os cuidados a serem tomados. A etapa mais perigosa é o preparo da calda de agrotóxicos, que deve ser preparada em ambiente aberto, usando vasilhas exclusivas e água limpa, utilizando EPIs completos.

O conteúdo sobre SST na agricultura foi produzido pelo educador Cleiton Faria Lima, pela engenheira agrônoma e de segurança do trabalho Thais Santiago, e pela psicóloga Leonor de Campos.

CLIQUE NO PLAY DO THUMBNAIL ABAIXO E OUÇA O PROGRAMA “O ESPECIALISTA – “SEM USO DE MÁSCARAS NÃO ADIANTA QUARENTENA”. EMILY SOBRAL ENTREVISTA CÉLIA WADA, FARMACÊUTICA E BIOQUÍMICA, COM EXPERIÊNCIA EM INFECTOLOGIA, CONTROLE DE ENDEMIAS E EPIDEMIAS HÁ MAIS DE 40 ANOS

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.