• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Ergonomia para a prevenção dos males físicos e psicológicos

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Ergonomia é sinônimo de saúde (Foto Pixabay)

A dor nas costas ou mesmo as doenças do sistema osteomuscular foram a maior causa de benefícios de auxílio-doença previdenciário concedidos aos trabalhadores de diversas cidades brasileiras. A mudança dessa estatística passa forçosamente pela ergonomia aplicada às empresas.

Do grego ergon (trabalho) e nomos (regras), a ergonomia é uma ciência que orienta a concepção de postos de trabalho, processos produtivos ou equipamentos capazes de evitar doenças e acidentes de trabalho. A ergonomia estuda a relação entre o ser humano e os instrumentos usados durante as atividades laborais.

Infelizmente, os projetos ergonômicos que deveriam ser preventivos, hoje são executados quando as empresas descobrem que seus funcionários estão adoecendo e faltando ao trabalho, por causa de recorrentes dores nas costas. As boas práticas de ergonomia estão previstas na norma regulamentadoras 17 (NR 17), que devem ser cumpridas pelas empresas. Um projeto ergonômico visa ajustar o local de trabalho para que este não lesione física e psicologicamente o trabalhador, que não deve laborar num ambiente prejudicial a sua saúde. No Brasil, a ergonomia já é uma jovem senhora, pois foi introduzida há 50 anos. Porém, o setor de prevenção de doenças e acidentes reconhece que a ciência por terras nacionais ainda é frangote.

Assim, urge o amadurecimento da ergonomia dentro das empresas brasileiras.

CLIQUE NO PLAY DO THUMBNAIL ABAIXO E OUÇA O MAIS NOVO EPISÓDIO DA SÉRIE DE TRABALHO EM ALTURA

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.

Um Comentário

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.