• Extingue
    Extingue
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Em São Paulo, morre por dia um policial de acidente de trabalho

Volto ao assunto do post do dia 21 (terça-feira), sobre os riscos de produtos químicos, para falar especificamente dos policiais, incluindo bombeiros, militares, civis e federais. Nas ocorrências de acidentes com materiais perigosos, são eles que mais estão expostos aos perigos, pois são os profissionais do poder público que socorrem as vítimas quando os acidentes acontecem.

E por que voltei ao assunto? Para falar dos policiais militares que convivem com inúmeros desafios no exercício de sua função. Por exemplo, nem sempre as equipes saem com os equipamentos e viaturas necessários para atender os casos com produtos químicos. Além disso, pela natureza do próprio trabalho, o policial precisa ganhar bons salários e ter treinamento adequado (imagine só um policial que não teve treinamento para lidar com as dificuldades da função?). E essa não é a realidade que se vê nas corporações em todo o País. Trabalhar no limite da segurança, sem poder errar só faz estragos ao trabalhador. E digo isso por quê? O bombeiro, segundo pesquisas, ainda é uma categoria queridinha da população. Mas o policial vive entre o amor e ódio das pessoas. Quem pensa na segurança e saúde do trabalho do policial? É claro que várias profissões correm riscos. Porém, por causa dos inúmeros fatores contrários, a profissão do policial que faz parte das forças públicas de segurança do estado, é mesmo arriscada. Os deslizes éticos e até criminosos cometidos por alguns membros da corporação não podem ser motivo para não se cobrar políticas e programas de segurança aos policiais. “Esses profissionais apresentam-se para proteger a sociedade e nem sempre contam com equipamentos, viaturas, logística, armamentos modernos e eficazes, para combater os criminosos, além de incentivos trabalhistas, como bons salários”, afirma Wilson Rosa, bombeiro militar e consultor de segurança. Afinal, é preciso que o poder público cumpra com sua responsabilidade como instituição e empregador dessa classe.

Hoje, um conceito que se incorpora na sociedade é achar que o policial vem de outro planeta. Maluquice? Não se pode esquecer que esses profissionais são seres humanos, muitos têm origem humilde e moram em comunidades pobres. Como seres humanos estão propensos a erros. A função é perigosa! Quer saber, em 2014, só no Estado de São Paulo, 380 policiais foram mortos em ação, o que significa uma morte de policial por dia. É policial, mas é trabalhador.

Por Emily Sobral

4 Comentários

  1. Emily

    Roberval, obrigada. Escrevo seguindo a minha consciência e não fico preocupada com a patrulha ideológica. “É o espírito do tempo. Coitadinho hoje é o bandido”, me diz uma seguidora.
    Abraço,

  2. Rafael Camargo

    Ótima matéria Emily.
    Apenas acrescentando esta questão, além dos acidentes de trabalho aos quais estes profissionais da área de segurança pública estão expostos, por toda esta carga de risco e responsabilidades bem citadas em sua matéria, estes profissionais estão extremamente susceptíveis aos adoecimentos mentais. Sabe-se que muitos destes profissionais estão em tratamento medicamentoso para transtornos mentais, além de vários que se encontram em licenças das quais tem direito para que possam tratar-se. E o pior, muitos ainda temem em aceitar e procurar auxílio e estão adoecidos e sem qualquer assistência, sendo um risco aos que por eles são assistidos e à sua própria integridade e dos seus entes próximos. Isso se agrava à medida que os órgãos públicos não investem em políticas preventivas aos servidores, as quais devem ter inclusos os profissionais de saúde mental para trabalharem estas questões com os trabalhadores.
    Como grande parte desses trabalhadores que buscam algum tipo de tratamento o fazem em serviços privados de assistência, praticamente não se tem notificações de Transtornos Mentais Relacionados ao Trabalho por parte desses profissionais, o que dificulta ainda mais a evidência desse agravo e adoção de medidas preventivas em âmbito geral nesta área.
    Abraços colegas.

  3. wellington mendes silva

    Emely boa noite ótima matéria gostaria de citar esta matéria em um trabalho que farei estes ano, TCC com o tema; Propostas de medidas de gestão de Segurança e saúde no trabalho saúde, risco e segurança do trabalho e qualidade de vida, dos profissionais de segurança pública e privada.

    desde já Agradeço
    Wellington Mendes Silva

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.