• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Dicas de segurança em demolição com máquinas

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Demolição com segurança (Foto Pixabay)

As medidas preventivas durante uma demolição mecânica, ou seja, com máquina, são importantíssimas. Antes de colocar um prédio chão a baixo, é preciso lembrar-se dos equipamentos de proteção individual (EPIs).

Os calçados devem ter biqueira de aço e as máscaras precisam proteger o trabalhador da poeira. Os óculos, capacete, protetor auricular e cinturão tipo paraquedista devem estar nessa lista de EPIs. Se a pintura do prédio for à base de substância tóxica, o figurino de EPIs deve mudar. Serão necessárias roupas com tecidos especiais e respiradores com filtros adequados. As partes ligadas à edificação vizinha são destruídas manualmente, para depois derrubar as paredes, começando de fora para dentro e pelos andares de cima. A partir daí, a máquina entra em ação. Esse equipamento deve ficar em terra firme e nivelado, sem a presença de trabalhador num raio de seis metros. Para evitar que o material caia em cima da máquina, esta deve ficar a uma distância maior do que a altura do prédio.

Obviamente, quanto mais longe a cabine estiver da estrutura, melhor. Esse equipamento não pode ser conduzido em via pública. Além disso, para a segurança da operação, deve-se fazer um estudo técnico prévio, para o conhecimento do terreno.  Antes de sair derrubando tudo, é necessário avaliar o tamanho do martelete. A mangueira e os encaixes do equipamento precisam de revisão periódica. Ah, não se deve substituir as braçadeiras de aperto por arame. A superfície deve resistir à vibração provocada pelo martelete. Nesse tipo de serviço não se pode usar escadas. Se for o caso, deve-se instalar andaime.

Finalmente, há regras básicas de segurança em demolição mecânica: entrada proibida de pessoas estranhas ao serviço, aberturas sinalizadas e protegidas por guarda-corpo, inspeção nos prédios da vizinhança, proteção do edifício contra os ventos fortes, antes da edificação virar ruína, se precisar escorar, um profissional legalmente habilitado deve ser acionado, deve ser jogada água no entulho, não deixar os escombros no local, nem ficar na beirada das lajes, e os equipamentos precisam ficar afastados das redes elétricas.

CLIQUE NO PLAY DO THUMBNAIL ABAIXO E OUÇA O PROGRAMA ‘RESPIRAR SEM ERRAR’ COM O TRIO EMILY SOBRAL, DOROTHEA PIRATININGA E EDUARDO ELIAS. 

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.</a

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.