• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Trabalho em altura: quem conhece a norma recusa-se a subir sem segurança

Por Emily Sobral

Mesmo que o empregador tenha legalmente a responsabilidade em prover condições de segurança do trabalho, o empregado também deve ter consciência com relação à sua própria segurança, em especial em trabalhos em altura. Se a NR 35, que regulamenta o trabalho em altura, estabelece que a empresa deva oferecer treinamento ao empregado,

Riscos aos frentistas precisam ser prevenidos

Por Emily Sobral

No início do ano, o Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ) emitiu Notificação Recomendatória aos proprietários de postos de combustíveis da capital. A comunicação sugere aos donos dos estabelecimentos adotarem medidas para garantir o cumprimento das normas de saúde e segurança no trabalho. O documento recomenda que os empresários orientem os funcionários sobre os riscos de exposição ao benzeno e medidas que devem ser adotadas em caso de contato com a substância.

Não basta ser máscara de proteção respiratória, tem que saber o tipo e a concentração dos agentes no ambiente

Por Emily Sobral

Nova versão do Programa de Proteção Respiratória (PPR), da Fundacentro, será divulgada nos próximos meses. Quem antecipa a informação é José Damásio de Aquino, tecnologista do serviço de equipamentos de Segurança da Fundacentro. “O programa não trará grandes mudanças em relação aos requisitos estabelecidos, mas sim em seus anexos, para incluir novos conhecimentos sobre a proteção respiratória”,

Ativista contra o amianto aprova a alteração de lei do Estado de São Paulo

 

Por Emily Sobral

Há causas humanitárias que emocionam. O trabalho dos Médicos Sem Fronteiras, por exemplo, é espetacular. Essa organização internacional, comprometida em levar ajuda às pessoas que mais precisam sem discriminação de raça, religião ou convicções políticas, é feita por médicos que não buscam status nem dinheiro. Eles fazem da sua profissão um meio de ajuda humanitária.

Como cuidar da vida de quem sepulta os mortos

Por Emily Sobral

Segundo a Classificação Brasileira de Ocupações do Ministério do Trabalho e Previdência Social, criado pela fusão dos ministérios do Trabalho e Emprego e da Previdência Social, a função de sepultador, ou coveiro, tem como atividade auxiliar nos serviços funerários. Aos profissionais cabem construir, preparar, limpar, abrir e fechar sepulturas. São os coveiros que realizam sepultamento,

O tatuador que sabe o que é PPRA e PCMSO

Por Emily Sobral

Em tempos não tão recentes, pessoas tatuadas eram chamadas de vagabundas e coisa de gente “esquisita”. Hoje, a nata da sociedade aderiu à tatuagem no corpo. Os clientes são empresários, artistas famosos e, claro, jogadores de futebol. Nesse caso, ah, arrisco-me a dizer que 99% mantêm uma ou várias tatuagens no corpo.

A cadeia produtiva das chamadas substâncias perigosas agradece a NR 20

Por Emily Sobral

Para não demonstrar desgosto, prefiro ser irônica: quer dizer que a Ultracargo, dona do Terminal Intermodal de Santos (SP), que, em abril de 2015, ardeu em chamas num incêndio industrial de nove dias, considerado um dos piores da história do País, em agosto do ano passado, apoiou o Prêmio Comunidade em Ação?

DORT: desafio é estabelecer relação com as atividades laborais

Por Emily Sobral

As Lesões por Esforços Repetitivos (LER), incluídas nos Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT), são enfermidades musculoesqueléticas ocupacionais, que decorrem basicamente de sobrecargas biomecânicas.

Nos ambientes de trabalho, os DORT são causados por inúmeros fatores, sejam por excessiva força empregada nas tarefas, sobrecarga estática, posturas incorretas ou mesmo exposição permanente a vibrações.