• Extingue
    Extingue
  • Instituto Treni
    Instituto Treni
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Contagem regressiva: faça o Abril Verde “bombar” ao vivo e em verde e branco. São os trabalhadores que têm a ganhar

A energia e o entusiasmo com que defende a causa da saúde e segurança do trabalho faz do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado do Paraná (SINTESPAR) uma entidade fiel aos seus princípios. Escrevo isso porque o Movimento Abril Verde, idealizado pelo SINTESPAR, é uma iniciativa original e em favor do ser humano no ambiente de trabalho.

Oh, Luciano Huck, por que você não divulga em seu Caldeirão o concurso sobre eletricidade com segurança para as crianças e aos adolescentes?

O concurso nacional de redação e desenho com o tema Eletricidade com Segurança é uma ideia sensacional.  Empolgo-me em defender e divulgar o concurso da ABRACOPEL – Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade, pois a inciativa, que entra em sua quarta edição em 2015, atinge dois aspectos que considero pertinentes: primeiro,

Reduzir acidentes de trabalho em altura é obrigação de todos

Volto ao trabalho em altura que foi assunto do post do dia 4, quando tratei da impossibilidade de o médico atestar 100% se um empregado é apto às atividades, sem risco de queda. Os médicos do trabalho argumentam que os exames clínicos podem não ser conclusivos e o fator subjetivo em relação às fobias e aos medos de um empregado não é capaz de prever um mal súbito que o leve a cair.

Transtorno mental no trabalho: não adianta estigmatizar quem tem

O quadro das doenças ocupacionais não mudou muito nos últimos anos. O transtorno mental continua sendo a terceira razão de afastamento de trabalhadores pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Segundo o Anuário Estatístico da Previdência Social de 2011, mais de 211 mil pessoas foram afastadas em razão de transtornos mentais. O médico do trabalho João Silvestre da Silva-Júnior,

Meu lar é meu ambiente de trabalho. Como me proteger?

Converter a casa em ambiente de trabalho tem sido uma realidade para milhares de pessoas que não conseguem emprego. Fazer do próprio lar um “ponto comercial”, em que se prestam serviços faz parte do mercado informal. Essa situação cresce no País, tanto que 40% da força de trabalho brasileira estão na informalidade. Se não há emprego,

Mulher: ainda sexo frágil?

No mês da mulher, com seu Dia Internacional, em 8 de março, o blog que hoje faz seu segundo mesversário aproveita para homenagear a todas as mulheres trabalhadoras, brasileiras ou não. Desde sua concepção, o compromisso do blog é com a divulgação dinâmica e atualizada de um tema que é caro ao trabalhador: sua saúde e integridade física no ambiente laboral.

É preciso ficar esperto com a lavagem. Se em casa de enforcado não se fala em corda, em tempos de lava-jato não se toca no assunto de lavagem de dinheiro. Mas hoje vamos falar de lavanderia

Os trabalhadores de lavanderias que prestam serviços a hospitais, hotéis, restaurantes, frigoríficos, indústrias e clínicas veterinárias, de fato, correm os mesmos tipos de riscos de acidentes. As calandras (equipamento de passar roupa), máquinas lavadoras de grande porte, ferros e caldeiras estão presentes em todos esses ramos, oferecendo perigos que precisam de ações de prevenção. Os produtos químicos para remover a sujeira das peças também expõem os trabalhadores às doenças.

Respirador que protege é aquele que se consegue usar

Quem é profissional do meio de saúde e segurança do trabalho sabe que o equipamento de proteção individual (EPI) é o último recurso de defesa do trabalhador. Afinal, antes disso, outras medidas de controle já devem ter sido adotadas, especialmente em ambientes insalubres. Mas, por exemplo, em se tratando de indústria cerâmica, da de fundição e da química,

Assédio no trabalho: dê um basta à humilhação e busque seus direitos

Houve um tempo remoto em que os ambientes de trabalho mantinham patrões e empregados numa relação estreitamente polida. Restava ao empregado cumprir com suas tarefas laborais. E ao empregador, cumprir com as obrigações pecuniárias para com o contratado. Não havia intimidade nem companheirismo entre eles. Pelo menos, era assim que se imaginava ser. De uns tempos para cá se passou a ouvir falar de assédio moral e sexual cometido pelo empregador,

Quem cuida da saúde dos pacientes tem direito a cuidar-se

Os serviços de saúde do Brasil, como hospitais públicos e privados, ambulatórios, laboratórios, de maneira geral, ainda não se adequaram às diretrizes da norma regulamentadora 32. Essa norma, que trata da segurança do trabalho dos profissionais de saúde, já está em vigor há 10 anos. A maioria dos serviços que conseguiu pôr em prática as recomendações da NR concentra-se na região Sudeste,