• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Carteiros de São José do Rio Preto adoecem por sobrecarga de trabalho

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Carteiros do interior ficam doentes pelas más condições de trabalho (Foto Pixabay)

A sobrecarga de trabalho tem deixado muitos carteiros doentes por esforço repetitivo das atividades. Perda muscular, desidratação e problemas na coluna por conta do peso das mochilas são algumas das consequências enfrentadas pelos funcionários dos Correios. Já tratei em outros posts sobre os riscos ocupacionais dos carteiros. Ocorre que, agora, a situação ficou insustentável para funcionários dos Correios de São José do Rio Preto (SP). Os trabalhadores reclamam das más condições de trabalho e jornada excessiva.

Desde 2011, os Correios não contratam funcionários, o que vem até prejudicando a entrega de correspondências à população. Para dar conta de todo o volume de trabalho, a equipe atual desdobra-se para entregar as correspondências. Obrigados a cobrir os afastamentos por motivo de saúde de colegas, os carteiros precisam entregar o dobro do volume diário. Resultado: desgaste excessivo com reflexo na saúde.

Os Correios de São José do Rio Preto dizem que para suprir a falta de pessoal recorrem aos mutirões nos fins de semana. Quanto ao aumento de funcionários, a empresa começa a reavaliar a necessidade de novas contratações. Na cidade, os carteiros utilizam bicicletas, e ficam expostos ao desgaste físico. Eles reclamam que, muitas vezes, quando a bicicleta quebra, o dinheiro do conserto sai do bolso deles. Como pode isso? Então, certamente, os Correios não fornecem o protetor solar, tão importante para quem labora em céu aberto, expostos ao sol.

Os raios UV provenientes da luz solar têm efeito cumulativo sobre a pele, podendo causar câncer cutâneo. Apesar de não ser considerado EPI e tampouco de não estar relacionado na NR-6, o protetor solar deve ser fornecido aos funcionários que realizam trabalhos ao ar livre. De acordo com a Norma Regulamentador n° 21 3.214/1978, são exigidas medidas especiais que protejam os trabalhadores contra a insolação, calor, frio, umidade e ventos inconvenientes.

Os Correios de São José do Rio Preto nega a falta de qualquer material para o trabalho dos carteiros, fazendo a substituição de vários itens para manter a sustentabilidade da empresa. Ah, tá, e a sustentabilidade do trabalhador, como manter?

 

 

3 Comentários

Deixe uma resposta



This blog is kept spam free by WP-SpamFree.