• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Primeiramente, EPCs, depois, os EPIs

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Sistema de ventilação é um EPC tão importante quanto EPI (Foto Pixabay)

Já escrevi algumas vezes neste blog que os equipamentos de proteção individual, os EPIs, são ‘famosinhos’, já que, além dos profissionais e trabalhadores obrigados a utilizá-los, a maioria da população já ouviu falar desses instrumentos. Porém, na gestão de segurança no trabalho regida pelas normas regulamentadoras, a prioridade, na verdade, são os Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs). Por quê, afinal? Como o nome mesmo indica, os EPCs visam proteger os trabalhadores dos riscos coletivos existentes nos processos produtivos como construção, montagem, instalação, manutenção, inspeção, desativação e desmonte de máquinas ou equipamentos.

Os EPCs são dispositivos que devem vir antes dos EPIs, pois estão instalados nos locais de trabalho e atuam independentemente da vontade dos empregados. Por exemplo, para orientar os trabalhadores em relação às áreas restritas ou perigosas existem os instrumentos de sinalização como cones e correntes de segurança. Também há sirenes, alarmes e alertas luminosos que chamam a atenção das equipes operacionais diante de riscos, além de proporcionar instruções de operação e manutenção dos equipamentos.

Quer conhecer outros EPCs essenciais? Os sistemas de ventilação e exaustão que eliminam gases, vapores ou poeiras contaminantes. São equipamentos que dispersam contaminantes no ambiente, promovendo ventilação e exaustão, bem como oferecendo conforto térmico ao empregado.

Para finalizar, destaco dois EPCs extremamente necessários para proteger os trabalhadores: os detectores de fumaça e sprinkles, pois alertam, antes que o fogo atinja grandes proporções, sobre a presença de fumaça no ambiente, assim como auxiliam no combate a incêndios. Os EPCs mereciam ter mais Ibope, não é mesmo?

CLIQUE NO PLAY DO THUMBNAIL ABAIXO E OUÇA O PROGRAMA PAPO-FURADO, COM EMILY SOBRAL E DOROTHEA PIRATININGA. NESTE EPISÓDIO, ELAS CONVERSAM SOBRE A NOVA GRO, NORMA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS OCUPACIONAIS, QUE O SETOR ESTÁ APOSTANDO COMO A NORMA-MÃE.

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.

Inspeções de segurança precisam da participação de todos

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

As inspeções de segurança são o ‘arroz com feijão’ dos profissionais de segurança do trabalho. Utilizo essa expressão popular porque, na verdade, são atividades básicas e rotineiras no dia a dia da prevenção contra os infortúnios laborais, assim como essa dupla tão saborosa da culinária brasileira.

No entanto,

PT, necessária para a segurança dos trabalhadores de áreas perigosas

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Todos que atuam com segurança do trabalho conhecem o festival de letrinhas que é o setor. Mas há um documento importantíssimo conhecido como PT, que, meu Deus do céu e da terra também, não merecia essa denominação, se é que o leitor me entende. Pois é, a Permissão de Trabalho,

Garis merecem respeito neste Carnaval, entenderam, foliões?

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O Carnaval já chegou no Brasil. Na Bahia, quando não é Carnaval, tem ensaio para a festa. Agora, em todos os Estados, antes da data oficial do Carnaval, uma semana antes, já tem desfile ‘abrindo’ o Carnaval.

Resumindo, tem Carnaval o ano inteiro. Está certo,

NR 18 publicada: espera-se que os acidentes na construção civil diminuam

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

A nova redação da Norma Regulamentadora (NR) 18, Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção, foi publicada no Diário Oficial da União, e entrará em vigor dentro de um ano.

Mais clara e objetiva, a NR 18 deixa de ser uma norma de aplicação e passa a ser uma norma de gestão,

Como fazer a gestão dos EPIs?

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O gerenciamento dos equipamentos de proteção individual (EPIs) feito pelas empresas é coisa séria e envolve algumas etapas: primeiramente, devem-se verificar os riscos de cada departamento e, em seguida, avaliar sua hierarquização.

Uma vez que as medidas implantadas com as proteções coletivas não sejam suficientes,

É preciso prevenir a fadiga dos pilotos de avião, não é mesmo, passageiros?

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

 

Quem disser que só há glamour na profissão de piloto de avião, não imagina o que é exercer uma função que exige muita atenção e capacidade de agir com frieza em situações imprevistas.

O piloto de avião, que tem sob sua responsabilidade a vida de centenas de passageiros,

Novo SESMT vem aí

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Os profissionais de segurança do trabalho estão de olhos e ouvidos atentos com a sanção da norma regulamentadora 4 (NR4), que trata do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, o SESMT.

O texto já está disponível às avaliações,

Mercado de EPIs reage e cresce

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

A economia vem dando sinais de recuperação, depois da crise econômica que assolou o País, especialmente nos anos de 2015, 2016 e 2017.

Assim, a indústria de material de segurança e proteção ao trabalho, que é dependente do crescimento da economia como um todo, também vem sentido esses ventos favoráveis.

A nova NR 17 vai ter fácil aplicação?

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Reconheço que a norma regulamentadora 17, que trata da ergonomia no local de trabalho, que também está sendo atualizada, é uma das mais polêmicas.

Imagine uma empresa ter que fazer uma análise ergonômica com a devida clareza, enfocando sobre um problema específico em seu ambiente laboral,