• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Boa notícia

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Imagem do site da Fundacentro

A FUNDACENTRO (Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho), vinculada ao Ministério da Economia, divulga a inscrição e seleção de candidatos ao Programa de Bolsas IDEIA (Integração, Desenvolvimento e Inovação em Pesquisa Aplicada) no setor de segurança do trabalho. Serão ofertadas seis bolsas de pesquisador visitante no valor de seis mil reais, pagas mensalmente ao contratado.

Os projetos de pesquisas estão voltados às áreas de avaliação e controle de risco em postos de revenda de combustíveis; avaliação dos agravos de saúde nos trabalhadores com risco de exposição ocupacional a agentes químicos cancerígenos; avaliação dos agravos de saúde nos trabalhadores com risco de exposição ocupacional a agentes químicos cancerígenos; análise de banco de dados e produção de estatísticas e indicadores sobre SST; avaliação da eficácia de protetores auditivos no controle de agravos à saúde dos trabalhadores, considerando-se diferentes níveis de pressão sonora; e aspectos ocupacionais do trabalho dos aeronautas civis.

Para participar à bolsa, entre outros requisitos, o candidato deve ser pesquisador com produtividade científica destacada, com título de livre docente ou doutor obtido em Programa de Pós-Graduação stricto sensu reconhecido pela CAPES (no caso Instituição formadora brasileira), ou ter título de doutor em instituição estrangeria, validado conforme legislação vigente; ter conhecimento na língua inglesa em nível intermediário ou avançado; e não possuir vínculo empregatício como servidor, empregado público, incluindo professores universitários ativos ou inativos de instituições públicas. As inscrições devem ser feitas por email e encerram-se dia 15 de novembro.

CLIQUE NO PLAY DO THUMBNAIL ABAIXO E OUÇA O PROGRAMA ‘RESPIRAR SEM ERRAR’ COM O TRIO EMILY SOBRAL, DOROTHEA PIRATININGA E EDUARDO ELIAS. 

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.</a

Projeto para obrigatoriedade de EPI. Será que os deputados não sabem que já existe essa obrigatoriedade?

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Parece perda de tempo certos projetos criados pelos deputados em Brasília. Ora, todos os profissionais que fazem a gestão de segurança do trabalho nas empresas conhecem, de trás para frente, a norma regulamentadora 6, a NR 6, que trata especificamente dos equipamentos de proteção individual. Está lá no texto: “6.1 Para os fins de aplicação desta Norma Regulamentadora –

Gestão de risco e cultura da segurança no setor aquaviário que impeçam novas tragédias

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O naufrágio da embarcação Rebocador Oceano I, no Espírito Santo, em que um trabalhador continua desaparecido, desde o último dia 4, mostra a necessária prevenção aos riscos no setor aquaviário.

Obviamente, além do naufrágio, uma embarcação mantém diversos outros riscos que precisam ser mitigados. Por exemplo,

Conselhos médicos são contra a teleperícia do INSS

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Recentemente, representantes da Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT), da Secretaria de Previdência e Trabalho (do Ministério da Economia), do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e do Conselho Federal de Medicina (CFM) estiveram reunidos para discutir alterações nos fluxos do protocolo sobre teleperícia, elaborado pelo Ministério da Economia em exames previdenciários durante esta famigerada pandemia.

A dança na burocracia do CA

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

A polêmica do Certificado de Aprovação (CA) dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) voltou.

Tudo teve início com a Medida Provisória 905, conhecida como MP Verde e Amarela, publicada em novembro do ano passado pelo Governo Federal. Nessa MP, o Governo, entre outros atos, revogou a necessidade do Certificado de Aprovação para os EPIs.

Brasil está abastecido de EPIs. E a China encheu os bolsos de dinheiro

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Não sou adepta da teoria da conspiração, com aquela história de que a China criou a Covid-19 em laboratório para implantar o comunismo no mundo. Mas que o país aproveitou-se para crescer, isso, sem dúvida, nenhuma ocorreu.

Agora, entro no tema que diz respeito ao blog,

Trabalhador ganha com decisão STF

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Não vou opinar se está certo ou errado, até porque decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) não é para ser contestada, sob pena de receber um corretivo da corte por expressar opinião. Vou apenas replicar a informação que é de interesse dos trabalhadores, público deste blog.

Pois bem: o STF incluiu todos os tipos de auxílio-doença na contagem de tempo para a aposentadoria especial.

Setor agropecuário continua salvando a pátria e, melhor, com destaque à segurança dos trabalhadores rurais

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Mesmo que a Seita da Terra Parada, como diz o jornalista e escritor Guilherme Fiuza, tenha imposto uma quarentena sem embasamento científico, a cúpula de servidores da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), vinculada ao Ministério da Economia, manteve a Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) trabalhando.

Proteção rigorosa contra os riscos químicos em trabalhadores

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Vamos lá explicar, sem delongas, sobre os riscos químicos aos trabalhadores que laboram em indústrias, que podem resultar em doenças e até acidentes. Mas, primeiramente, quais seriam os tipos de indústria com maiores riscos químicos?

As de fabricação de cloro e álcalis intermediários para fertilizantes,

Inspecionar as correntes da empresa é questão de segurança

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

A revolução industrial, iniciada na Inglaterra no século XVIII, deu início à substituição das ferramentas manuais pelas máquinas nas fábricas. De lá até os dias atuais, muita coisa evoluiu, chegando à indústria 4.0. Mas não há máquina utilizada nos sistemas produtivos que não precise de manutenção e inspeção para manter a performance,