• Vakinha
    Vakinha
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg

Detectar o ozônio é mais importante do que aplicá-lo naquele lugar

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Onde o ozônio é mais arriscado? (Foto Pixabay)

Realmente, independentemente do risco real de contrair o Covid-19, temos que admitir que o problema de saúde enfrentado pela população mundial já mostrou excessos, hipocrisia e até bizarrices. A última? A aplicação de ozônio retal em paciente que está em caráter experimental.

Agora, neste texto, dispenso o Covid-19, para concentrar-me especialmente no ozônio e em segurança do trabalho. Uma forma do oxigênio, o ozônio, O₃, é um gás incolor, com odor distinto, sendo um dos componentes da atmosfera da Terra. No universo laboral, o gás é utilizado em diversos processos da indústria, como desinfetante de água mineral e em piscinas e sistemas de água, agente de branqueamento na indústria têxtil e de alimentos, supressor de odores, entre outros. Entretanto, por ser uma substância muito reativa, há efeitos sobre a saúde, especialmente nas vias respiratórias e olhos. Assim, em ambientes de trabalho que utilizam o ozônio, é muito importante sua correta detecção, uma vez que em pequenos vazamentos, a capacidade olfativa não é suficiente para determinar que seu escapamento não existe mais.

Assim, o detector de ozônio, fixo ou transportável, é a solução técnica para evitar vazamentos e consequências à saúde dos trabalhadores. O equipamento portátil mede a exposição ponderada do empregado, além da exposição instantânea, que deve permanecer dentro dos limites impostos pela norma regulamentadora 15 (de atividade e operações insalubres), no caso, exposição de 0,08 ppm para jornadas de trabalho de 48 horas por semana.

CLIQUE NO PLAY DO THUMBNAIL ABAIXO E OUÇA O PROGRAMA “PAPO-FURADO, “PIRAÇÃO LABORAL”, COMIGO E DOROTHEA PIRATININGA, SOBRE OS RISCOS PSICOSSOCIAIS DO TRABALHO. 

Análise de riscos é o princípio da gestão de segurança

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Há na gestão de saúde e segurança do trabalho um mandamento supremo: a análise de riscos. O objetivo dessa atividade do profissional de SST é fazer um exame prévio sobre a possibilidade de acidentes num local, equipamento ou tarefa laboral.

Analisam-se os fatores de risco que levam a possíveis infortúnios de trabalho.

Nitrato de amônia causa tragédia no Líbano. Brasil, esteja atento à prevenção!

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

A gigantesca explosão que ocorreu em Beirute, no Líbano, na terça-feira (4), já é vista como uma tragédia equivalente à sangrenta guerra que abalou o país entre 1975 e 1990. Não exatamente pelo número de vítimas entre as duas catástrofes, mas pela comoção internacional.

A onda de explosão supersônica foi vista claramente em Beirute e,

NR 20 e seus aspectos mais relevantes

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Em dezembro do ano passado, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho publicou Portaria com a nova redação da Norma Regulamentadora nº 20, Segurança e Saúde no Trabalho com Inflamáveis e Combustíveis. A NR 20 estabelece requisitos mínimos para a gestão da segurança e saúde no trabalho contra os fatores de risco de acidentes provenientes das atividades de extração,

Fatores no trabalho que levam aos transtornos psicossociais

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Hoje tem novo episódio de nosso Prevenir Sempre Pod, versão Papo-Furado, em que converso com Dorothea Piratininga sobre os transtornos psicossociais cada vez mais presentes nos ambientes de trabalho.

Com a pandemia, o comprometimento da saúde mental foi atingido ainda mais. O medo da demissão ou a submissão a chefias autoritárias e aumento no ritmo de trabalho,

Home office vai durar. Então, faça o que é certo em nome da saúde física e mental

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Trabalho em home office há exatos 5 anos. Em 2015 não havia pandemia do vírus chinês, mas fui dispensada, juntamente com toda a redação, da revista CIPA, que depois de trocar de mãos, fechou recentemente, infelizmente. Assim, precisei reativar minha empresa de comunicação para continuar economicamente ativa.

Profissionais da saúde pública continuam sendo vítimas de má gestão na pandemia

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Infelizmente, o Brasil não é para amadores. No meio da pandemia de Covid-19, com o governo federal liberando bilhões aos estados e municípios para ações práticas e necessárias de mitigação e prevenção à contaminação, eis que estudo feito pelo Núcleo de Estudos da Burocracia (NEB), da Fundação Getúlio Vargas (FGV),

Serviços de medicina do trabalho de SP passam a ter regulação quanto à pandemia

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

As clínicas, serviços e empresas de Medicina do Trabalho, públicos e privados do estado de São Paulo, deverão seguir, a partir deste mês, a Portaria do Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, em função do Covid-19.

A portaria visa à vigilância em saúde do trabalhador nas ações de controle do risco em relação à exposição ao vírus COVID-19 nos ambientes de trabalho.

Não se pode deixar a manutenção de máquinas em segundo plano

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Qual é a relação entre o setor de manutenção das empresas e o Serviço Especializado de Engenharia e Medicina do Trabalho (Sesmt)? Ora, obviamente, toda manutenção executada de forma segura e regular é essencial para manter a segurança de máquinas e equipamentos em ordem, reduzindo os riscos aos trabalhadores.

Trabalhador que falta muito ao emprego precisa de atenção, não de demissão

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O presenteísmo carece de atenção das organizações públicas e privadas, pois, ainda que esteja presente no local de trabalho, o empregado não está bem física ou psicologicamente. Muitas empresas preferem que o médico não entregue um atestado afastando o funcionário, para que este não deixe de produzir.