• Extingue
    Extingue
  • Instituto Treni
    Instituto Treni
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg
  • Santista
    Santista

Violências no trabalho estarão em foco em congresso

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Agressão no trabalho, não! (Foto Pixabay)

Escolhido o novo presidente do País, há temas que entrarão na pauta política e, consequentemente, os debates serão acalorados. Exemplo? A redução da maioridade penal, uma vez que os crimes bárbaros cometidos por menores de 18 anos têm levado a sociedade a viver acuada.

Pois é, enquanto o Executivo, Legislativo e Judiciário discutirão medidas mais drásticas sobre os menores infratores, os profissionais de saúde e segurança do trabalho têm uma pauta espinhosa a tratar e a propor soluções. Trata-se do tema de SST, que também envolve violência, e considero importante divulgar, que é sobre as que ocorrem no trabalho. O Congresso Sul-Mato-Grossense sobre Violências no Trabalho: Enfrentamento e Superação, promovido pelo Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul e Tribunal Regional do Trabalho, acontecerá nos dias 12 e 13 de novembro, em Corumbá. O evento abordará questões relacionadas ao assédio moral, assédio sexual, discriminações de gênero, violência organizacional, trabalho infantil, trabalho escravo e as formas de atuação em defesa da saúde, dos direitos humanos e sociais do trabalhador.

A discussão é voltada para acadêmicos, profissionais e pesquisadores das diversas formas de violência no trabalho, como juristas, psicólogos, pedagogos, profissionais de Segurança e Saúde no Trabalho (engenheiros, técnicos, médicos, auditores fiscais, profissionais da saúde e do CEREST) e empresários. Entre os assuntos a serem debatidos, destacam-se o assédio moral no trabalho, os acidentes de trabalho e o sofrimento psíquico, servidão e violência no trabalho.

Agora você pode ler este post também na PATISEG, portal digital de prevenção de acidentes de trabalho, incêndio e segurança eletrônica.

Um Comentário

  1. Val Lopes

    a agressão no trabalho precisa ser enfrentada. às vezes, acusar que é seu chefe que pratica o sadismo é sempre muito difícil.

Deixe uma resposta

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.