• Santista
    Santista
  • Valor Crucial
    Valor Crucial
    banner
  • Adix
    Adix
  • FQL Solution
    FQL Solution

Trabalhador de limpeza: excesso de suor e falta de segurança

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Será que trabalhador de limpeza no Brasil é bem protegido? (Foto Pixabay)

Será que as empresas que prestam serviços de limpeza, anunciando serem perfeitas em excelência e qualidade, cuidam da saúde de seus empregados? Pois é, não nos esqueçamos de que é o trabalhador de limpeza que estará na linha de frente para cumprir todas as promessas feitas ao cliente pela terceirizada, não é mesmo? Porém, as doenças e acidentes de trabalho sofridos pela categoria mostram que há descaso dos empregadores em relação aos riscos ocupacionais. E não são poucos. Trabalhar nessa área expõe os empregados a riscos diversos, desde o biológico, em função do contato com os produtos químicos de limpeza, como também choques elétricos, quedas, torções e problemas  devido aos movimentos repetitivos.

Como se vê, há muito suor e pouco refresco nessa lida dos trabalhadores. Mas, o que não pode é haver falta de prevenção. As terceirizadas devem cumprir com responsabilidade todos os procedimentos de segurança para preservar a saúde de suas equipes. Primeiramente, a empresa deve investir, comprando produtos de limpeza que não sejam tão perigosos. Ou seja, nada de adquirir produtos pirata e baratinhos que não tenham rótulos, informando seus componentes químicos e sobre o que fazer em caso de incidentes. Também é obrigação da empresa fornecer os equipamentos de proteção individual (EPI) adequados, como luvas, óculos e máscaras. A empresa deve fazer a manutenção periódica do aspirador de pó, enceradeira e lavadora. Além disso, os trabalhadores devem passar por exames médicos periódicos para avaliação da saúde. Quanto ao empregado, dou uma dica: deixe a humildade de lado, ficando atento aos riscos aos quais está exposto. Sentiu que os olhos estão lagrimejando e o nariz escorrendo por muitos dias, informe, imediatamente, esses sintomas ao supervisor. Não espere ter tosse, chiado, aperto no peito e até falta de ar para ir ao médico.

Além disso, durante a atividade operacional, os trabalhadores devem tomar algumas precauções como borrifar primeiro o produto sobre o pano antes de limpar as superfícies. Nos ambientes, não se esquecer de abrir portas e janelas durante a limpeza, principalmente em locais pequenos como banheiros e escadas. Umedecer o piso antes de varrer ou passar um pano úmido. Nunca misturar produtos de limpeza, pois entre seus componentes pode ocorrer uma reação química perigosa para a saúde.

2 Comentários

Deixe uma resposta

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.