• Extingue
    Extingue
  • Instituto Treni
    Instituto Treni
  • Portal PatiSeg
    Portal PatiSeg
  • Santista
    Santista

Quem pode ajudar as marisqueiras do Nordeste? O poder público? Então, senta e espera

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O trabalho da pesca artesanal, em especial a extração de mariscos, realizada predominantemente por mulheres, as chamadas marisqueiras, acarreta doenças e acidentes de trabalho. O desgaste e o sofrimento em função da jornada de trabalho excessiva presente nessa modalidade laboral atingem mais de 50 mil famílias no Nordeste.

Eu, que não trato bem operadores de telemarketing, sei que eles precisam de ergonomia

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Nos últimos dias, de cada dez ligações que recebo, nove são de operadores de telemarketing. Não vou mentir: não tenho sido nada receptiva com essas ligações. E atire a primeira pedra quem não manda os “consultores” plantar coquinho, não é mesmo? Reconheço, porém, que a categoria sofre com riscos ergonômicos e merece o texto sobre prevenção.

Por que os afastamentos de trabalho crescem?

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O afastamento por doença do trabalho cresceu cerca de 25% entre 2005 e 2015, totalizando,  nestes 10 anos, 181.608 pessoas no País. Os dados são do Anuário do Sistema Público de Emprego e Renda do Dieese, com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Cirurgião dentista: sem levanta-e-senta para não sofrer com LER

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Caros leitores, nós, que sentamos numa cadeira de dentista como pacientes, nos vemos vítimas de tortura, não é mesmo? Aliás, não há um machão no mundo que já não teve medo de abrir a boca para tratar dos dentes. Mas, temos que admitir que cuidar da nossa saúde bucal não é um suplício tão grande,

No Rio, dor nas costas e lesão de joelhos estão no topo dos afastamentos

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Começo com uma alfinetada: será que Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro, um dos responsáveis por tornar um Estado com status de ‘maneiro’, em falido, é também responsável pelos problemas nas costas e lesões nos joelhos dos trabalhadores, agravos de saúde que encabeçam a lista dos que mais geraram afastamento pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS),

Carteiros de São José do Rio Preto adoecem por sobrecarga de trabalho

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

A sobrecarga de trabalho tem deixado muitos carteiros doentes por esforço repetitivo das atividades. Perda muscular, desidratação e problemas na coluna por conta do peso das mochilas são algumas das consequências enfrentadas pelos funcionários dos Correios. Já tratei em outros posts sobre os riscos ocupacionais dos carteiros.

Escritórios livres de doença e acidentes

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Há setores profissionais em que os riscos de acidentes e doenças de trabalho são claramente percebidos pela grande maioria das pessoas. Parece óbvio que um eletricista que vai trabalhar com um transformador de energia está exposto a altas descargas elétricas capazes de matá-lo ou provocar sequelas incapacitantes.

A Cuba, dos Castro, e o desprezo pela saúde dos trabalhadores

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Ditador já se foi, mas trabalhadores cubanos ainda não são respeitados (Foto Agência Brasil)

Há um tipo de fama que se conquista porque ao longo da história personagens simbólicos ajudam para isso. “Charutos cubanos” são exemplos dessa desproporcionada reputação. O mal que o cigarro faz à saúde é o mesmo do charuto.

Como garantir saúde e integridade física ao trabalhador?

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Os transtornos mentais respondem pela terceira causa de afastamento do trabalho no Brasil. Já as lesões por esforço repetitivo (LER), que fazem parte dos Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT), são a segunda causa de afastamento do trabalho no Brasil. Finalmente, encontram-se no topo desse ranking,

Brasil, um país que nem todos os trabalhadores afastados por LER/Dorts conseguem fazer fisioterapia

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Ninguém duvida que o tratamento de fisioterapia é benéfico à recuperação dos trabalhadores afastados por lesões por esforço repetitivo (LER) e distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho (DORT).

Mas, no Brasil, infelizmente, os trabalhadores em licença médica por causa de doença osteomuscular não estão tendo acesso à fisioterapia pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

12