• Santista
    Santista
  • Adix
    Adix
  • Valor Crucial
    Valor Crucial
    banner
  • FQL Solution
    FQL Solution

27 DE JULHO – DIA NACIONAL DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE TRABALHO

Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Hoje é um dia especial para quem trabalha com SST. Então, tiro folga e empresto este espaço para um profissional com grande experiência em saúde ocupacional e higiene do trabalho, Leandro Melero, que me enviou o texto a seguir.

Por Leandro Melero

Trabalho seguro é o que todos queremos (Foto Pixabay)

Conforme legislação da previdência social, basicamente, acidente do trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho e a serviço da empresa. A previdência também detalha os diversos tipos de situações em que os acidentes ocorrem, sejam elas por interações com o meio ambiente, atividades laborais, ou mesmo pelo desencadeamento de doenças resultantes do trabalho.

De todos os impactos causados pelo acidente do trabalho, os mais tristes são os causados às vítimas mais frágeis desse sério agravante social, os trabalhadores.

Mesmo com todas as políticas voltadas para o setor, no Brasil são cerca de 700 mil acidentes por ano. Para se ter uma ideia, de 2012 a 2016 foram 3,5 milhões de casos, com 13,3 mil mortes.

Para as vítimas não fatais, pesa o sofrimento causado com a queda da qualidade de vida, principalmente pela perda da capacidade de desempenhar o trabalho em decorrência de traumas físicos, ou mesmo psicológicos.

Nesse sentido, vale lembrar que a data de 27 de julho nasceu da necessidade de tentar minimizar esse desvio social. Foi instaurada em 1972, no mesmo período em que os altos índices de acidente levaram à criação de legislações, como a lei 6514 de 1977, que alterava a CLT e posteriormente a portaria 3214, em 1978, com as Normas Regulamentadoras, o grande manual condutor de todo prevencionista.

Hoje, décadas depois, percebemos que apesar de dados referentes aos acidentes do trabalho responderem bem as intervenções governamentais, trabalhadores, empresas e mesmo o governo, continuam a sofrer com os prejuízos causados pelo problema.

Mas será que é possível extinguir o acidente do trabalho?

A resposta um tanto sincera: talvez isto nunca aconteça 100%. No entanto, uma coisa é certa: se todos fizerem sua parte, poderemos vivenciar dias melhores, onde o acidente do trabalho não esteja figurado como algo comum, mas um fator de exceção a ser tratado com rigor e seriedade nunca antes vistos.

Os diversos setores da sociedade podem melhorar o que fazem hoje. O governo, com políticas mais eficazes, fazendo bom uso de recursos públicos e pautas viáveis voltadas a soluções para todos os envolvidos.

Empresas criando cultura de prevenção, sem necessariamente precisarem de fiscalizações governamentais para isso.

Trabalhadores conscientizados em uma mudança de comportamento voltada a produtividade com vínculo inseparável da prevenção, sabendo que os maiores benefícios da vida são sua saúde e integridade.

Como deve ser a instalação elétrica em áreas classificadas: seguindo regras de segurança, ora

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Explosões que já ocorreram em diversos países foram desencadeadas por equipamento elétrico sem a devida especificação em ambientes com a presença de substâncias inflamáveis. Nesses acidentes, em geral, em indústria petroquímica, do agronegócio, moveleira e de plástico, entre outras, o fogo propagou-se em alta velocidade,

Com PCA bem feito trabalhador não fica surdo

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Ninguém fica surdo porque quer nem por conveniência, ainda que certos disparates ditos sejam verdadeiros venenos aos ouvidos. Mas, vamos lá: segundo a Organização Mundial da Saúde, a perda auditiva é a terceira maior causa de doenças ocupacionais do mundo. É uma enfermidade silenciosa que pode ser causada por diferentes agentes,

Agulha descartada de forma errada fere coletor de lixo. Podemos ser mais civilizados ou não?

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

É assombrosa a falta de consciência de muitas pessoas. Explico: lâmpadas, copos, louças e embalagens de vidro são objetos perigosos, quando se quebram e estão mal acondicionados em sacos de lixo. Os cacos colocam em risco os coletores de lixo que trabalham prestando um inestimável serviço às populações das cidades.

eSocial e saúde e segurança do trabalho: grandes complexidades

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Mais uma sexta-feira que tiro o dia de folga. Hoje, faço minhas as sábias palavras de nosso leitor, médico e especialista, Airton Kwitko , que me enviou o texto a seguir.

Por Dr. Airton Kwitko

A participação da SST em diversos eventos do eSocial apresenta grandes complexidades para serem solucionadas.

Cheiro de gás inspirador, mas viva os EPCs!

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Senti um cheiro de gás encanado, o gás natural, em todo o prédio. Imediatamente, chamei o zelador, para que ele pudesse descobrir de onde vinha o vazamento.

Como escrevo sobre prevenção de acidentes, não posso ficar alheia ao que se passa ao meu redor,

Proteção em silos: sem soterramento nem explosão

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

No início de julho, dois trabalhadores de uma cooperativa ficaram soterrados por mais de três horas em um silo de grãos de soja, em Paranapanema (SP). As duas vítimas, de 25 e 38 anos, chegaram quase a ficar ‘afogados’ numa montanha de soja de mais de 10 metros.

Investigação de acidente de trabalho: não procure encontrar culpados

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

No Brasil, os acidentes de trabalho chegam ao número catastrófico de mais de 700 mil por ano. Ou seja, outra vergonha nacional. Então, trabalhadores, sentamos e choramos? Não é por aí, não é mesmo? Até porque há uma categoria profissional, em que se inclui o engenheiro,

Estudo mostra que zero acidente é possível em empresas

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Quando empresas responsáveis que programam e realizam ações de segurança do trabalho registram índices de ‘zero acidente’, vê-se logo que estão fazendo a coisa certa. Mais do que isso, nessas organizações, há uma manifestação clara do compromisso dos empregadores em reduzir os incidentes laborais e incentivar a cultura de segurança dos empregados.

Como prevenir as alergias ocupacionais

Por Emily Sobral

Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Quem não tem ou já não teve alguma espécie de alergia? Eu mesma, quando estou com gente chata do lado, começo a sentir uma coceira no pescoço… rsrs. No trabalho, o que dizer? Não são por causa dos colegas, é claro, mas pelas substâncias irritantes e nocivas do ambiente que fazem as alergias ou dermatoses de pele surgirem.